Abreu e Lima – Vereador rebate Katiana Gadelha

O vereador abreulimense irmão Senna, do PRB, utilizou as redes sociais pra rebater a pré-candidata a prefeita Katiana Gadelha quanto ao anúncio que

“Nós vamos governar ouvindo o povo nas ruas”, afirma Katiana Gadelha
“Em Abreu e Lima, a esperança veste verde”, diz Renildo Calheiros
Em Abreu e Lima, Katiana Gadelha visita Mercado Municipal

O vereador abreulimense irmão Senna, do PRB, utilizou as redes sociais pra rebater a pré-candidata a prefeita Katiana Gadelha quanto ao anúncio que ele chegou a fazer em seu perfil no Instagram afirmando que o ex-senador Armando Monteiro lhe garantiu do PRB na sua base de apoio.

O vereador Irmão Senna, que é ligado ao prefeito José Marcos (PSB), afirmou que o o ex-senador, que lidera o PTB em Pernambuco, não teria ingerência partidária sob o PRB local. “Venho através das minhas atribuições legais, em quanto legislador Municipal, a fim de esclarecer a sociedade em geral, que em momento algum, o ex- senador Armando Monteiro Neto, tem ingerência sobre a gestão da agremiação partidaria PRB local, desta forma, as firmações desta natureza, não condiz com a verdade dos fatos, até porque este humilde vereador tem um grande compromisso com o governo local, no entanto, declarações deste nível, é decadente de alcabolso probatório”, disparou Senna.

O vereador aproveitou ainda para reiterar o seu apoio ao prefeito José Marcos. “Trago a baila, que o nosso princípio de continuidade em relação ao Prefeito Pastor Marcos José é algo legítimo, sendo assim, nosso compromisso é algo inquestionável, e por outro lado, um marco em favor de toda sociedade de Abreu e Lima. Quaisquer falácias nesse sentido, não passa de comentarios infundados e sem sentido”, rebateu.

De acordo com informações apuradas pelo Blog Ponto de Vista, a ida do PRB para a base de apoio de Katiana Gadelha ainda não foi decidida pelo deputado federal e presidente estadual do PRB Sílvio Costa Filho. Vale lembrar que Silvio inclusive chegou a receber recentemente em seu escritório político o prefeito Marcos José, o vereador irmão Senna e a secretária Cristiane Moneta. O assunto tratado na época teria sido uma costura para que o PRB apoiasse a candidatura de Cristiane à prefeitura em 2020.

COMMENTS