Albérisson Carlos critica confronto de manifestantes da Esquerda contra PMs em São Paulo

Saiba mais informações clicando no link

Reunião com Bolsonaro têm bons resultados e PMs em Pernambuco poderão comprar sua casa própria com juros mais baixos
Presidente da ACS-PE é favorável ao voto impresso auditável nas eleições de 2022
ACS-PE consegue habeas corpus para o SD Fialho

O conflito aconteceu após o fim da manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro no sábado (3).

As manifestações que ocorreram contra o presidente Jair Bolsonaro no sábado (3) em São Paulo, terminou com manifestantes da Esquerda confrontando os Policiais Militares que faziam a segurança da cidade durante o ato. O presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Albérisson Carlos, criticou a ação dos militantes contra os PMs.

Em vários vídeos que estão circulando nas redes sociais, é possível ver o grupo atirando pedras e objetos nos Policiais e os encurralando. Em um dos vídeos, é possível ver quando um homem atira um objeto que acerta diretamente na cabeça de um dos PMs que cai no chão, após ser atingido.

Para Albérisson, após mais este confronto entre manifestantes de Esquerda e Policiais, demonstram o quadro do quanto a Esquerda está determinada a não lutar pela pátria e pelos brasileiros, mas pelos partidos políticos.

“Esse tipo de reação que a Esquerda teve em enfrentamento com a Polícia demonstra o quanto a Esquerda está intencionada a não lutar pela pátria e pelos brasileiros, mas sim por uma ideologia dos pensamentos políticos, ou seja, está politizando, partidarizando, idealogizando a luta deles que é contra o Governo Bolsonaro, pois não querem deixar Bolsonaro governar”, explicou.

Ainda de acordo com Albérisson, os militantes utilizam da narrativa que a Polícia protege o presidente Bolsonaro e agridem os PMs.

“Demonstram o que é característica da Esquerda fazer vandalismo, quebrar as coisas para depois ser a ‘coitadinha’ e se vitimizar. É importante frisar que o que aconteceu em Pernambuco, não deixando de comparar as duas situações, que a Esquerda sai para fazer bagunça e em Pernambuco não foi diferente”, concluiu.

 

COMMENTS