Albérisson Carlos revela documento oficial que mostra de quem partiu a ordem da PM na dispensação de manifestantes no Recife

O presidente da ACS-PE, explicou durante uma live, a ação Policial que aconteceu no último sábado (29).

Presidente da ACS-PE reitera pedido para convocação de Policiais concursados
“Policial não age por ideologia”, garante Presidente da ACS-PE
ACS-PE reforça pedido ao Governo de PE para prioridade dos Policiais e Bombeiros Militares na vacinação contra a Covid-19

O presidente da ACS-PE, explicou durante uma live, a ação Policial que aconteceu no último sábado (29).

Durante a transmissão de uma live neste sábado (5), o presidente da Associação de Cabos e Soldados de Pernambuco (ACS-PE), Albérisson Carlos, revelou um documento oficial que mostra de quem partiu a ordem da Polícia Militar de Pernambuco (PMPE) para que fosse realizada a dispensação dos manifestantes em um ato contra o presidente Jair Bolsonaro no último sábado (29), no Centro do Recife.

No documento emitido pela Secretaria de Defesa Social da Polícia Militar de Pernambuco foi comunicado detalhadamente a ação Policial para a intervenção na manifestação que estava acontecendo mesmo com um decreto estadual proibindo qualquer tipo de aglomeração para evitar a proliferação da Covid-19.

A determinação do Comando Geral da PMPE era para fazer a dispensação da manifestação em virtude da aglomeração que poderia alastrar ainda mais a pandemia que assola nosso estado. Portanto, a ordem de dispersão foi dada pelo ex-comandante geral, Vanildo Maranhão.

Ainda segundo o documento, antes da dispensação, houve a autuação de dois manifestantes que usaram palavras de baixo calão como: “Polícias de merda”, “Paus mandados” e “Polícias fascistas”, e “alguns manifestantes se aproximaram da ‘formação em linha’ do pelotão de CHOQUE e arremessaram pedras e 02 (dois) deles tentaram furar e transpor o bloqueio dos escudeiros da tropa. Foi determinado que eles retornassem, para própria segurança deles, pois ali estava estabelecido um perímetro de segurança”.

COMMENTS