ALEPE e TJPE firmam convênio que beneficiará jovens

ALEPE e TJPE firmam convênio que beneficiará jovens

Um convênio firmado nesta segunda-feira (20) entre a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) possibilitará estágio remun

De autoria das JUNTAS, projeto do Despejo Zero na pandemia passa na Comissão de Constituição, Legislação e Justiça da Alepe
Instalação da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência e Doenças Raras
Pré-candidato a deputado estadual, Gera do Posto tem encontro com lideranças políticas

Crédito da foto: Evane Manço/Alepe

Um convênio firmado nesta segunda-feira (20) entre a Assembleia Legislativa e o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) possibilitará estágio remunerado e cursos de qualificação a jovens aptos a adoção cadastrados pelo Judiciário.

“A Assembleia irá proporcionar estágios para jovens que, de certa forma, estão encerrando o período de permanência nas casas de acolhimento. Ao mesmo tempo, iremos promover cursos de capacitação profissional, visando a inserção dos participantes no mercado de trabalho”, ressaltou Eriberto Medeiros, presidente do Legislativo Estadual.

Por sua vez, o coordenador de Infância e Juventude do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueiredo ressaltou a importância da iniciativa que terá uma relação direta de mudança na realidade dos jovens. “Estamos direcionando a iniciativa para aqueles com mais de 16 anos. Eles estão numa situação dificílima, porque começam a se expor à realidade do tráfico de drogas e da prostituição. Se você consegue dar oportunidades de capacitação profissional, eles conseguem um emprego ou um estágio e a situação modifica-se completamente”, frisou.

Denominado Alepe Acolhe, o projeto é o segundo convênio assinado entre o Legislativo e o Tribunal de Justiça relacionado ao tema da adoção. Em 2017, o Parlamento pernambucano apoiou uma campanha publicitária com o lema “Adote: adotar é saber deixar alguém te amar”.

COMMENTS