Álvaro Porto pede que governo crie meio eletrônico para denúncia anônima

Saiba mais informações clicando no link

Álvaro Porto reforça luta de alunos de Medicina da UPE/Garanhuns
Álvaro Porto conquista maior votação proporcional do Estado
ALEPE – Bancada de Oposição se reúne para definir estratégias

Apelo para que seja disponibilizado um meio eletrônico que permita à população fazer denúncia com anonimato assegurado foi encaminhado nesta terça-feira (08.06) ao governo do estado pelo deputado estadual Álvaro Porto (PTB). A ideia é que, por meio de site e whatsapp, quem desejar, possa fornecer, com segurança e certeza de que terá a identidade preservada, informações capazes de ajudar em investigações de delitos cometidos em Pernambuco. Para reforçar  o pleito, o deputado lembra que os estados do Pará, Bahia e São Paulo já oferecem dispositivos eletrônicos do gênero.
Na justificativa, Porto fez referências ao êxito do Disque-Denúncia, Organização Não Governamental que alia população e órgãos públicos na busca por uma sociedade mais segura. “Criado em Pernambuco desde 2000, o serviço repassa à polícia informações de cidadãos comprometidos com a redução da criminalidade”, diz o texto.
Funcionando 24 horas, a central telefônica, garantido a preservação da identidade dos informantes, criou o maior banco de dados sobre casos de violência do Norte e Nordeste. São mais de 400 mil informações, que auxiliaram e auxiliam na resolução das investigações policiais.
Neste tempo de funcionamento foram mais de 500 mil atendimentos. Entre os casos que mais motivam informações estão tráfico e consumo de drogas, perturbação de sossego e violência doméstica, envolvendo idosos, mulheres e crianças. Ao longo desse período, o Disque-Denúncia contribuiu com 5 mil prisões, apreensão de 2500 armas de fogos, 2,8 toneladas de drogas apreendidas e a localização de 90 pessoas desaparecidas.
A marca de mais de 100 registros diários assegurou ao Disque-Denúncia o status de serviço referência no combate à insegurança pública em Pernambuco. Vale lembrar que além de receber e encaminhar as denúncias da sociedade, o serviço atende reclamações sobre problemas cotidianos das comunidades, a exemplo falhas na oferta de água, luz, ônibus, educação e saúde de qualidade. Também realiza campanhas sobre temas ou casos de interesse público, entre elas o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, tráfico de drogas, violência contra a mulher e pessoas desaparecidas.
Todos esses serviços e iniciativas podem ser também viabilizados por meio do dispositivo eletrônico requerido por Porto.
O apelo foi protocolado na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e foi encaminhado ao governador Paulo Câmara, ao secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e ao chefe da Policia Civil de Pernambuco, Nehemias Falcão.

COMMENTS