Beneficiários do Conjunto Habitacional Sapucaia-Aguazinha assinam contratos

Saiba mais informações clicando no link

Presidente da ACS-PE: “Programa habitacional para Policiais deverá ser assinado por Bolsonaro na próxima segunda-feira (13)”
União e Estado selam parcerias em mobilidade
Paudalho divulga inscrições para o cadastro reserva do Programa Minha Casa Minha Vida


Os beneficiários do Conjunto Habitacional Sapucaia-Aguazinha começam a assinar os contratos para ter a propriedade de seus imóveis a partir da próxima quinta-feira (20.05). As vistorias já foram feitas na semana passada e os futuros moradores devem estar chegando em suas casas no próximo mês.

O sorteio dos 432 apartamentos foi feito há dez dias, divididos por grupos,  já que algumas unidades estão adaptadas para portadores de deficiência e idosos.

O residencial é um complexo com 52 blocos, cada um com térreo e mais três andares, cuja construção durou dois anos e meio. Os futuros residentes pagarão mensalidades fixas com valores que variam de R$ 80 a R$ 270 durante dez anos. O investimento foi da ordem de R$ 34,5 milhões do Governo Federal, via Ministério do Desenvolvimento Regional. À Prefeitura de Olinda coube a inscrição dos beneficiários e distribuição dos imóveis.

A definição dos moradores obedeceu os critérios da Portaria 412, de 2015, do extinto Ministério das Cidades – cujas atribuições foram incorporadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional – a partir de cadastros habitacionais da Prefeitura, como, por exemplo, o auxílio moradia e indicados por movimentos sociais que atuam na área habitacional. Esses critérios obedecem a uma pontuação e foram tornados públicos através do Decreto Municipal nº 170/2019.

COMMENTS