Brasil vence a segunda, segue 100% no Mundial e faz a alegria dos torcedores no Polo Copa

Sol forte não afastou massa de aficionados pela Seleção Brasileira, que aproveitaram a partida e apresentações musicais no Bairro do Recife

Polo Copa Recife

Sol forte não afastou massa de aficionados pela Seleção Brasileira, que aproveitaram a partida e apresentações musicais no Bairro do Recife

O sol generoso que marcou presença no início da tarde desta segunda-feira (28) não afastou os torcedores do Cais da Alfândega, um dos dois pontos do Polo Copa na capital pernambucana. A vitória veio num magro e festejado 1 a 0 diante da Suíça. O calor que abraçou o triunfo emendou na festa, com apresentações antes, durante e após a partida. A transmissão aconteceu também na Praça do Arsenal. Toda a programação é uma articulação da Prefeitura do Recife, por meio do Recentro, Secretaria de Cultura e da Fundação de Cultura Cidade do Recife.

A ausência de Neymar causou certa aflição em Walter Lima, 35 anos. “Para falar a verdade, a ausência dele, querendo ou não, faz uma diferença do caramba. Mas tenho certeza que o time tem competência suficiente para poder levar essa”, frisou. “E meu querido, a esperança é a última que morre. Vamos simbora, e estarei aqui para as próximas partidas com toda certeza”, finalizou, já confirmando presença no Polo Copa nos próximos embates da Seleção.

A avaliação de Jardiane Arruda, 30 anos, foi por caminho contrário quanto ao primeiro jogo. “Acho até que a Seleção Brasileira tem estado melhor do que na estreia, que estava mais travado. Estou achando o time mais solto”, analisou. “O primeiro jogo do Brasil eu vi de casa, mas esse eu escolhi vim para cá.  E sobre hoje, claro que estou sempre confiante. Até depois das oitavas eu sigo firme, depois é que talvez complique mais”, pondera.

No maior clima de torcedor comentarista, Matheus Lacerda, 24 anos, dissecou a atuação – e o futuro – do Brasil. “Na realidade, achei o jogo de hoje muito parecido com o primeiro, contra a Sérvia. O Brasil estudou muito a Suíça, que estava muito fechada. Eles têm oferecido um pouco mais de perigo ao Brasil, o que preocupou um pouco”. Confiante com o que vem acompanhando do time do técnico Tite, já vislumbra caminhada longa para a equipe nesta Copa do Mundo do Qatar. “O estilo de jogo do Brasil é diferente de todas as seleções. Tenho visto o máximo de jogos nesta copa e será difícil para qualquer adversário enfrentar o Brasil. Para mim, hoje, é a melhor seleção. A Espanha está bem, a França está bem, mas ainda vejo o Brasil acima delas, mesmo com placares menores. Caso a gente pegue um Portugal da vida, temos totais condições de avançar. Acho que só tem ameaça lá para as quartas de final, quando pode pegar a Espanha, uma semifinal contra talvez Alemanha ou Holanda, e a final, obviamente. Mas acredito que devemos chegar lá”.

No Cais da Alfândega, a festa da torcida começou com os acordes infalíveis do frevo, executados pela Orquestra Tangarás. Na sequência, Spok subiu ao palco para embalar a expectativa dos torcedores, em show com uma hora e meia de duração. Após o jogo, o brega da banda Faringes da Paixão entregou ainda mais emoção para os corações do público. No Arsenal, a Orquestra Felicidade deu início à programação às 11h30. Depois da partida, às 15h, a Orquestra Acorda Gente espalhou seus acordes na festa canarinha.

POLO COPAConvidando o Recife todo a torcer, a Prefeitura juntou cultura e futebol numa programação pé quente, que começou neste dia 24, quinta-feira. Embalada pelos acordes que nunca cessam na capital pernambucana, que sabe o que é ganhar títulos, como o de cidade da música, reconhecida pela Unesco, os jogos da primeira fase serão transmitidos em dois locais: na Praça do Arsenal e no Cais da Alfândega, às 16h, nos dias 24 e 2, e às 13h, no dia 28.

ESTRUTURA A estrutura disponível nos dois polos de programação será a mesma montada para o jogo passado. O Cais da Alfândega, além de palco para shows, conta com um telão de 9×5. Na Praça do Arsenal, há um de 6×4 montado na Rua do Bom Jesus, para a torcida não perder nenhum lance da estreia – e dos próximos jogos da Seleção Brasileira.

RODA GIGANTEDesde o último dia 27 de novembro, domingo, a população tem acesso gratuito a uma roda gigante instalada no Bairro do Recife, na Avenida Alfredo Lisboa, próxima à área dos restaurantes nos antigos armazéns. O equipamento foi montado pela Prefeitura do Recife, por meio do Programa Recentro, e ficará disponível até o dia 04 de dezembro. Quem for curtir, de quebra, terá uma vista privilegiada da região e do oceano Atlântico. Nesta segunda-feira (28), estará à disposição das 17h às 20h. A partir da terça-feira (29), das 15h às 20h.

Demais serviços

SAÚDEOs dois polos contarão com 10 motolâncias, 3 unidades de suporte básico e 19 profissionais.

TRABALHO/CONTROLE URBANOSeis barracas de empreendedores cadastrados no Prodarte comercializarão comidas e bebidas no Cais da Alfândega.

TRÂNSITOPara garantir a segurança viária do público e a montagem do palco, o Cais da Alfândega já foi fechado e permanecerá assim até a desmontagem, que dependerá do avanço da seleção brasileira no campeonato. Os condutores que vêm do Cais do Apolo e desejam acessar a Ponte Giratória ou a Avenida Alfredo Lisboa poderão utilizar a Rua Madre de Deus como rota alternativa. No caso do Polo na Praça do Arsenal, não haverá fechamento de via, apenas em caso de grande público. Cerca de 10 agentes e orientadores estarão no entorno do bairro do Recife para auxiliar condutores e pedestres. Além disso, a Central de Operações de Trânsito fará o monitoramento por 24h e enviará reforço no efetivo, se necessário. Em caso de dúvidas, os cidadãos podem acionar a CTTU pelo 0800.081.1078.

SEGURANÇA URBANAUm efetivo de 60 profissionais atuará nos dois locais de festa.

COMMENTS