Cabo de Santo Agostinho teve saldo positivo de emprego em Julho

O Cabo de Santo Agostinho volta a registrar saldo positivo de emprego. No mês de julho a variação entre o total de pessoas admitidas e o número de

Prefeitura do Cabo entrega viaturas da Patrulha Maria da Penha
Prefeitura do Cabo e Fecomércio abrem inscrições para Curso de Formação Empreendedora
Cabo pagará 3 folhas em menos de 30 dias e injetará R$ 90 milhões na economia

O Cabo de Santo Agostinho volta a registrar saldo positivo de emprego. No mês de julho a variação entre o total de pessoas admitidas e o número de desligamentos, resultou   57 novas vagas, o que corresponde a 0,19%. O percentual  é considerado representativo pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, já que a taxa de desemprego no país é 12,3%.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) do Ministério do Trabalho e Emprego. O município também teve a melhor colocação no saldo de empregos dos últimos 12 meses na microrregião de Suape. De acordo com Jálisson Miranda, presidente da Comissão de Emprego e assessor técnico da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, o setor responsável por esse crescimento foi o comércio.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Moshe Caminha, fala que vários fatores contribuem para a reação das vagas de empregos no município. “A consolidação do polo logístico, crescente na cidade, além da chegada de novos empreendimentos como a Aché devem alavancar o número de postos de trabalho no município”, destaca.

Na última quinta-feira (22) a Secretaria de Desenvolvimento Econômico lançou o Emprega Cabo, uma agência municipal de empregos que reúne mais de 51 empresas que oferecem vagas de trabalho. A população se cadastra, enviando o currículo online. O sistema já registou 1.600 inscritos de quinta-feira até hoje (26). O primeiro contratado com o auxílio da plataforma foi o deficiente visual, Ricardo Amaro.

“Essa ferramenta é mais uma forma de estimular a empregabilidade no Cabo de Santo Agostinho. Em 2018 realizamos 140 cursos de qualificação, oferecendo 3.106 vagas”, reforça Moshe Caminha.   A Secretaria também desenvolve programas como Cabo Qualifica. Em 2018, dos cursos técnicos oferecidos em parceria com o Senai Cabo, 50,7% dos alunos conquistaram uma vaga no mercado de trabalho.

 

DADOS ECONÔMICOS DO MUNICÍPIO:

 

A Indústria   representa 55,4% da economia cabense;

O setor terciário detém 44,1% da economia municipal;

A agropecuária   representa cerca de 0,44% de toda economia

  1. 182 pessoas ocupadas no município;

COMMENTS