Câmara aprova pedido de criação do Auxílio Emergencial para Protetores Independentes

Saiba mais informações clicando no link

Tutores de animais não precisarão pagar caução para atendimento em hospitais e clínicas veterinárias
Ameaça a animais poderá ser penalizada em Pernambuco
No Recife, caminhada celebra Dia Mundial dos Animais


A Câmara Municipal do Recife aprovou, em Reunião Ordinária nesta segunda-feira (28), um projeto que solicita a criação do Auxílio Emergencial para Protetores Independentes. O requerimento, de autoria da vereadora Andreza Romero (PP), ressalta que a medida é uma forma de aporte e reconhecimento ao trabalho prestado pelos protetores à causa animal e à cidade. O pedido será encaminhado ao prefeito João Campos.

Para Andreza, a criação do AME Protetor é um importante passo para a promoção de uma rede de apoio aos protetores do Recife. “Nessa situação de emergência, muitos protetores encontram ainda mais dificuldades em alcançar pessoas para que façam doações e que os ajudem. O auxílio deve se apresentar também como uma estratégia para chamar a atenção da sociedade às necessidades da área da causa animal, que foi drasticamente afetada pela pandemia”, ela pontua.

A vereadora destacou que o Programa de Auxílio Emergencial deve considerar como protetor qualquer pessoa que estabelece e mantém vínculo de afeto com animais comunitários. Para o futuro, Andreza prevê que o Governo Municipal atue na causa animal através de três pilares.

“É fundamental que o Recife seja atuante na proteção animal por meio de três pilares: o pilar do apoio às organizações e protetores independentes, que estaremos começando com a criação do AME Protetor; a criação de campanhas constantes de conscientização sobre ações que podem ser tomadas no dia a dia com o intuito de proteger o meio ambiente e preservar o bem-estar dos animais; e, o pilar do resgate e da proteção”, a vereadora reflete.

De acordo com o texto, as dificuldades oriundas da crise de saúde vêm enfraquecendo as ações dos protetores. “É frustrante ver a situação em que vivem os animais e não poder fazer nada, porque as forças e os recursos já se esgotaram. Através dessa iniciativa, poderemos ajudar animais e pessoas”, Andreza concluiu.

COMMENTS