Camaragibe: pré-candidato a vice de Roberto Ferraz estava no ato contra menina que foi estuprada

Saiba mais informações clicando no link

Gustavo Gouveia faz indicação solicitando a construção de gasoduto entre os municípios de Camaragibe e Carpina
Doutora Nadegi inicia grande ausculta popular para construção do programa de governo
Radar Político (12/02) – Briga entre Coutinhos e Magalhães ganha novo capítulo

O pré-candidato a vice-prefeito na chapa de Roberto Ferraz (PRTB), Félix Santos (PRTB), participou ao lado da deputada Clarissa de Tércio (PSC) do ato que tentou impedir o aborto legal autorizado pela justiça, na menina de dez anos que foi estuprada pelo tio no estado do Espírito Santo. Félix era assessor nomeado no gabinete da parlamentar e ganhava salário de R$ 8 mil mensais.

Félix, que, assim como Ferraz, foi secretário de Meira juntou-se a um grupo de religiosos que até o Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) no último domingo (16) no Recife, protestar contra a realização do procedimento.

No local houve bate boca e muita confusão. Os manifestantes ainda tentaram impedir a entrada de médicos na unidade.

O aborto legal é autorizado pela justiça nos casos de gravidez gera após ato de violência e quando apresenta risco à saúde da gestante. Nesse caso específico, o juiz da vara da infância e juventude do município de São Mateus no Espírito Santo autorizou o procedimento.

COMMENTS