CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AFTOSA É REALIZADA EM SÃO JOSÉ DA COROA GRANDE

CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A FEBRE AFTOSA É REALIZADA EM SÃO JOSÉ DA COROA GRANDE

A prefeitura de São José da Coroa Grande, por meio da Secretaria Municipal de Pesca e Agricultura (Seagri), iniciou no dia de ontem (09), a 2ª eta

Ossesio Silva solicita disponibilização de recursos para limpeza das praias atingidas por óleo no Nordeste
Barreiros: Equipe da prefeitura encontra Golfinho e tartarugas mortas na Praia do Porto de Nassau
Ato da Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade pelo Rio Capibaribe marca o Dia Mundial da Água
12242286_885944294846330_613898675_n

Vacinação contra a Febre Aftosa – Imagens: Antônio Lemos

A prefeitura de São José da Coroa Grande, por meio da Secretaria Municipal de Pesca e Agricultura (Seagri), iniciou no dia de ontem (09), a 2ª etapa de vacinação Contra a Febre Aftosa.

De acordo com o órgão, a intenção atingir todo o rebanho de bovinos e bubalinos do Município. Segundo o diretor municipal de agricultura, Antônio Lemos, a campanha de vacinação iniciou ontem irá até o próximo dia 30 de novembro. “Apesar da queda nos repasses de verbas e da crise, a Prefeita Elianai Buarque autorizou a compra de 1.400 vacinas contra a febre aftosa que servirão para proteger o rebanho dos pequenos criadores do Município”, esclareceu o diretor de agricultura. Para a realização no trabalho a Seagri disponibilizou um técnico agrícola e dois vaqueiros.

A campanha de vacinação faz parte do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA) que tem como objetivo fundamental a implantação progressiva e manutenção de zonas livres da doença, de acordo com as diretrizes estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). (Ministério da Agricultura).

FEBRE AFTOSA – É uma doença viral altamente infecciosa que acomete animais de casco bipartido, como bovinos, bubalinos, ovinos, caprinos e suínos. O vírus pode ser transmitido através da baba do animal. O sangue dos animais infectados também contém grande quantidade do vírus. Os primeiros sintomas apresentados pelo animal são febre alta e perda de apetite, seguido de afta na boca, na gengiva ou na língua, principalmente por ferida nos cascos ou nos úberes. A produção de leite, o crescimento e a engorda ficam prejudicadas. Os animais mais jovens são os mais atingidos, principalmente os que estão em aleitamento. (Brasil Escola)

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS