Carta aberta da prefeita de Cortês Fátima Borba

Saiba mais informações clicando no link

Clóvis Paiva mostra força política ampliando base de apoio
Trabalho coordenado por Clóvis Paiva deve gerar empregos na Mata Sul
Cortês – Prefeito Reginaldo Morais visita áreas de risco ao lado de técnico do Ministério da Integração Nacional

A Prefeita Fátima Borba de Cortês, se pronunciou nesta sexta-feira (25), através de uma carta aberta direcionada aos servidores públicos municipais,  acerca de desconto sindical, filiação ou desfiliação dos servidores no Sindicato (SINSMUC).
“V – Importante esclarecer que a retenção só pode ocorrer se houver UMA AUTORIZAÇÃO POR ESCRITO DO SERVIDOR PERMITINDO A RETENÇÃO PARA O SINDICATO, nos termos da Lei Federal nº 13.467/2017;
VI – Na Prefeitura não foi localizado nenhum documento que autorize o desconto sindical, sendo essa situação informada no processo.
I – A partir desta sexta-feira (25/06/2021), os funcionários poderão comparecer espontaneamente a sua Secretaria ou na Secretaria de Administração para assinar uma declaração se autoriza ou não o desconto para o citado Sindicato, caso queiram;
II – Esclarecemos que o servidor que afirmar por escrito que não autoriza o desconto sindical, esse não terá os valores retidos em folha de pagamento por parte da Prefeitura de Cortês, salvo se o Poder Judiciário não acatar a expressão de vontade dos Servidores Públicos Municipais que eventualmente venham a desautorizar o desconto sindical em folha de pagamento.
A Prefeitura de Cortês esclarece a todos os servidores públicos deste município que não fará nem faz nenhum ato de desfiliação de qualquer sindicato, entretanto é necessário que os servidores sejam
respeitados e tenham preservado o direito de expressar a sua vontade se autorizam ou não o desconto sindical em folha de pagamento, como preveem os artigos 545 e 579, da Lei Federal nº 13.467/2017.
Todas as medidas tem sido tomadas para preservar os direitos do Município de Cortês e dos Servidores Públicos Municipais, bem como para garantir segurança jurídica a todos, dentro da lei e da moral.”
Prefeita Fátima

COMMENTS