Com Projeto de Lei de Gustavo Gouveia, mulheres poderão ter mais vagas em concursos de Segurança Pública

Saiba mais informações clicando no link

Na Alepe, secretário de Saúde presta contas do segundo quadrimestre do ano
Deputado defende unidade da Oposição
Deputado Clodoaldo Magalhães homenageia a Fundação Alice Figueira

Deputado estadual Gustavo Gouveia m- Foto: Josué Filho

 

A fim de assegurar a inclusão de mulheres em cargos de segurança pública no estado, o deputado estadual Gustavo Gouveia (DEM) propôs o Projeto de Lei nº 2069/2021, que reserva 20% das vagas nos concursos públicos para cargos nas Polícias Civil, Militar e Penal, às candidatas. Dessa forma, a proposta oferece um meio que garante a oportunidade do efetivo contar com profissionais independente do gênero.

De acordo com o PL, a reserva de vagas será aplicada quando o número de vagas oferecidas na seleção for igual ou superior a cinco. Além disso, as candidatas mulheres concorrerão simultaneamente às vagas reservadas e às vagas destinadas à ampla concorrência, de acordo com a sua classificação na seleção.
“Ainda existe uma grande diferença na quantidade de mulheres e homens nas corporações do estado, estamos oferecendo uma forma de diminuir essa disparidade. Além de que, não há nenhum trabalho que uma mulher não possa realizar, precisamos desmitificar essa informação e viabilizar possibilidades reais para mudar essa realidade em Pernambuco”, explica o parlamentar, que aguarda aprovação dos demais deputados em plenário e sanção do Governo do Estado.
Segundo a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), no Brasil, apenas 12% do efetivo da Polícia Militar é formado por mulheres. São 357.501 pessoas do sexo masculino e 46.180 do sexo feminino entre praças e oficiais, segundo dados da Pesquisa Perfil das Instituições de Segurança Pública. Na avaliação de especialistas, essa diferença representa um problema e tem como uma das justificativas a limitação de vagas para mulheres em concursos públicos em alguns estados.
TRAMITAÇÃO – O Projeto de Lei nº 2069/2021 aguarda distribuição nas Comissões: Constituição, Legislação e Justiça; Administração Pública; Cidadania, Direitos Humanos e Participação Popular; Defesa dos Direitos da Mulher; e Segurança Pública e Defesa Social.

COMMENTS