Copergás amplia clientes na rede hoteleira de Porto de Galinhas

Saiba mais informações clicando no link

Porto de Galinhas Gás Natural Ipojuca
A rede hoteleira de Porto de Galinhas e Muro Alto, região litorânea de Ipojuca (PE), um dos destinos turísticos mais procurados do Brasil, optou pelo gás natural como alternativa energética para os seus empreendimentos. Os mais novos clientes do combustível distribuído pela Copergás são o Enotel, o maior resort de Pernambuco, com 715 apartamentos, e o Nannai, um dos mais luxuosos resorts do País, com bangalôs que são destaque no turismo internacional.

Antes do Enotel e do Nannai,  outros tradicionais empreendimentos hoteleiros da região já haviam decidido usar o gás natural, como o Armação, o Kembali, o Porto de Galinhas Resort & Spa e o Samoa. A tendência alcança também as pousadas, como a Luar das Marés, a Canto do Porto e a Rudá.  Ao todo, até o momento, são 19 estabelecimentos do setor, sendo 9 hotéis e 10 pousadas. Existem ainda 30 empreendimentos que já foram visitados pela equipe da Copergás e estão na fase de análise de propostas para contratação do abastecimento do gás canalizado.

Marcada por um intenso fluxo turístico, a região é um polo não só hoteleiro, mas de grandes condomínios residenciais – que estão igualmente optando pelo gás natural. Hoje, 14 deles já recebem abastecimento do combustível, como o Camboa Beach Club, o Oka Beach Residence e o Marulhos Muro Alto, com um total de mais de 1.500 apartamentos. O gás natural chegou ainda a outros empreendimentos comerciais do lugar, como o restaurante Beijupirá e o Toscana Trattoria, em Muro Alto, e a Help Lavanderia, em Porto.

Segundo a equipe técnica da Copergás, a perspectiva é que a adesão siga crescendo na região, sobretudo a partir da incorporação de grandes clientes, como o Enotel, que terá um consumo mensal de 27,5 mil m³. Os grandes clientes tornam-se para todo o mercado local uma espécie de vitrine da opção pelo gás natural. Para o presidente da Companhia, André Campos, a expansão do uso do produto beneficia toda a cadeia turística da área, proporcionando economia, eficiência energética e comodidade. “Por essas vantagens, aonde o gás natural chega, se expande e logo ganha a confiança de todos. É o que está acontecendo no polo de Porto de Galinhas e Muro Alto. Ficamos muito satisfeitos com isso, porque é uma forma de a Copergás contribuir com o progresso de região que representa tão bem a pujança turística de Pernambuco”, disse ele.

O gás natural pode ser utilizado pelos estabelecimentos em diversos equipamentos, como fornos e fogões; no fornecimento de água quente para os apartamentos, na climatização e no aquecimento de saunas e piscinas. Outra utilização possível é na geração de energia. Como o produto chega ao estabelecimento via gasoduto, não há necessidade de um espaço para estocar cilindros ou botijões – o que proporciona mais segurança e comodidade e permite aproveitar as áreas para outras finalidades. A economia, em comparação com outros combustíveis, e dependendo do volume consumido, pode superar os 50%.

O crescimento da clientela do gás natural em Porto de Galinhas e Muro Alto é fruto da implantação de uma rede de gasodutos na região, cujas obras foram finalizadas em julho de 2020. O projeto foi iniciado em outubro de 2019, sendo o segundo maior empreendimento da Copergás no ano, com um investimento de R$ 23,2 milhões. “A expansão do gás natural anda lado a lado com o desenvolvimento da infraestrutura necessária para colocar o combustível ao alcance do consumidor”, disse André.

Secretaria – A Copergás (Companhia Pernambucana de Gás) é uma empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco. Com 30 anos de existência (completados em setembro do ano passado), a empresa funciona sob um sistema de economia mista, com três sócios. O Governo do Estado é o sócio majoritário, com 51% das ações ordinárias. Os outros dois são a Mitsui Gás e Energia do Brasil, com 24,5% das ações, e a Commit Gás, também com 24,5%.

COMMENTS