Crítico às gestões do PSB, deputado do PP sinaliza para a oposição

Deputado do PP comentou situação crítica de paciente na UPA da Caxangá e se colocou à disposição para acompanhar atividades de parlamentares da oposição

Governo estadual é responsável pela perde de empregos, afirma Antonio Coelho
Radar Político (25/04) – Clodoaldo Magalhães caminha para uma reeleição tranquila
Oposição quer ouvir secretários sobre criação do Bope e de gratificações especiais para militares

Deputado do PP comentou situação crítica de paciente na UPA da Caxangá e se colocou à disposição para acompanhar atividades de parlamentares da oposição

O deputado estadual Romero Albuquerque (PP), em aparte ao discurso do líder da Oposição, Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), se colocou à disposição para acompanhar a Blitz da Oposição, uma atividade de fiscalização dos parlamentares contrários ao governo nos principais hospitais de Pernambuco, para conhecer, em detalhes, a realidade da saúde pública do estado.

Durante o aparte, Albuquerque mencionou o drama de uma paciente da UPA da Caxangá, que havia sofrido um AVC e aguardava a transferência para uma unidade de maior complexidade. O atraso na transferência se dava pela falta de maca para realização do deslocamento da paciente.

“Nós da base do governo temos que estar atentos a esta situação e fazer um apelo ao Governador para resolver estas situações da saúde pública. O caso dessa senhora não será o primeiro nem o último. Mas temos que debater este assunto, saber o que podemos fazer nesta Casa, para pensar soluções para este problema, que pra mim é muito grave”, discursou o deputado.

“Quero acompanhar os senhores para conhecer mais e melhor a realidade da saúde pública em nosso estado”.

O aparte foi ao discurso do deputado Marco Aurélio, que criticava a gestão estadual da saúde ao citar um caso similar, ocorrido em São Lourenço da Mata, em que uma idosa, também acometida por um AVC, passou três dias em uma cadeira de rodas aguardando um leito na UPA do município, enquanto a equipe médica decidia o procedimento de transferência dela para uma unidade mais especializada para o caso.

“Mesmo fazendo parte da base governo, quero acompanhar estas ações de fiscalização, porque precisamos nos inteirar melhor para indicar ao governador o trabalho que precisa ser feito na área da saúde”, pontuou o parlamentar.

COMMENTS