Debate – Armando acusa Paulo de exterminar empregos e de não gostar dos proprietários de moto

Debate – Armando acusa Paulo de exterminar empregos e de não gostar dos proprietários de moto

O cenário de polarização entre os candidatos a governador Armando Monteiro (PTB) e Paulo Câmara (PSB) ficou ainda mais evidente no debate promovid

MEC vai liberar recursos para escola e creche em Ipojuca
Armando responsabiliza governador por onda de explosões em bancos no interior
Pesquisa – Armando mantém tendência de crescimento em novo levantamento do IBOPE

O cenário de polarização entre os candidatos a governador Armando Monteiro (PTB) e Paulo Câmara (PSB) ficou ainda mais evidente no debate promovido pela TV Jornal nesta terça-feira (25),

Logo no primeiro bloco do debate a temperatura esquentou entre os dois. Na fase em que os candidatos podem fazer perguntas diretamente aos adversários, Paulo chegou a questionar o petebista se ele seria a favor de condições precárias de trabalho e quanto a possibilidade de grávidas trabalharem em locais que fazem mal à gestação. Em resposta, Armando chegou a mencionar que existe um vídeo em que o próprio Paulo se colocou a favor da Reforma Trabalhista. “Vocês sabem que Paulo não sustenta a posição dele. Ele muda em sabor das circunstâncias. Eu tenho aqui um texto em que ele defende a necessidade da reforma trabalhista”, afirmou o petebista.

Armando também destacou que Jarbas Vasconcelos, candidato a senador pela chapa de Paulo, votou a favor da reforma. “Eu pergunto: será que Jarbas votou para reduzir direitos do trabalhador?”, questionou. Por fim, ele disparou: “O maior direito do trabalhador é o emprego e você é um exterminador de emprego”.

Já no segundo bloco, quando o debate chegou à isenção de IPVA para motos, bandeira defendida por Armando, o candidato da oposição mais uma vez se sobressaiu em relação a Paulo, a quem acusou de ser contra o proprietário de motos. “Paulo é contra a isenção para cinquentinhas. Ele está querendo mais uma vez, como é o seu perfil, transferir o problema. Ele não gosta das pessoas que usam moto em Pernambuco, é visão de punir os pequenos sempre”, falou.

Para quem pode acompanhar o debate na íntegra, percebeu um Armando incisivo nas críticas, seguro e com a situação sob controle, enquanto que Paulo Câmara apresentava uma expressão de tensão e nervosismo.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS