“Defesa Civil de Barreiros está de prontidão”, diz prefeito de Barreiros

No início da noite de hoje, o Prefeito do município de Barreiros, Carlos Arthur, decretou estado de alerta devido as fortes chuvas e o aumento do

Paulo Câmara: “Ao lado da Educação, a questão ambiental é a agenda que assume mais relevância em Pernambuco”
Paulo Câmara destaca parceria com a bancada federal para destravar projetos importantes para o Estado
Comercialização e distribuição de canudos plásticos será proibida em Pernambuco a partir de 2022
11694868_800457290053108_3841486462935330831_n

Imagens: Fan Page da Prefeitura de Barreiros

No início da noite de hoje, o Prefeito do município de Barreiros, Carlos Arthur, decretou estado de alerta devido as fortes chuvas e o aumento do nível das águas do Rio Una e do seu afluente, o rio Carimã. Segundo nota emitida pelo munícipio no início da noite deste sábado (04), a eventual possibilidade de incidentes que possam ser causados pelo aumento das águas dos rios gerou tal alerta.

Em contato com o prefeito Carlos Artur, o Blog Ponto de Vista pôde tirar dúvidas a respeito deste alerta. “Dentro das últimas 24 horas choveu em Barreiros 96 milímetros, índice que superou a média registrada para o período e isso nos fez decretar o estado de alerta, que nada mais é que alertar a população sobre eventuais riscos e mobilizar toda a estrutura possível para atender eventuais emergências”, falou Carlos Arthur.

Ainda segundo o prefeito, o município realizou ações preventivas visando o período chuvoso como a limpeza de galerias e desobstrução de cursos d’água, além de campanhas de conscientização para que a população evitasse jogar lixo em locais inadequados e que a maioria dos casos de retenção de água ocorreu em lugares isolados. Conforme informações oficiais, embora o nível do Rio Una esteja acima da média em Barreiros, há uma forte tendência de ser normalizado.

O prefeito ainda pede que aqueles que se encontre em áreas de risco como as margens dos rios ou em encostas, entrem em contato com a Defesa Civil do município para que sejam tomadas as devidas providências, pois as fortes chuvas deixaram os terrenos instáveis e aumentaram os níveis dos rios.

Entenda o que é decretar “ESTADO DE ALERTA”:

QUEM DECRETA – Órgãos de monitoramento meteorológico e da defesa civil

EM QUE CASOS – Desastres de intensidade forte

DURAÇÃO – Algumas horas

Na prática, também é um alerta prévio para que a população tome medidas preventivas — evitando transitar por determinadas regiões da cidade onde já chove forte, por exemplo. Os órgãos da defesa civil também são avisados de que pode vir problema sério por aí — alagamento, enchente, inundação, deslizamento de encostas e ficam de prontidão.

Escrito Por Wellington Ribeiro

COMMENTS