Delegada Gleide consegue novas delegacias e equipes especializadas em todos as unidades distritais

Saiba mais informações clicando no link

Câmara analisa projeto de Eduardo da Fonte que prevê uso de spray de pimenta por mulheres
Programa proposto por Rodrigo Coutinho quer estimular a valorização de mulheres e meninas nas escolas municipais do Recife
Vereadora destaca os 14 anos da Lei Maria da Penha na Câmara do Recife

Delegada Gleide Ângelo (PSB)

A deputada Delegada Gleide Ângelo conseguiu mais uma importante conquista no enfrentamento à violência doméstica e familiar em Pernambuco. Após intensa articulação política junto ao governador Paulo Câmara, o Secretário de Defesa Social, Humberto Freire, e com a Secretária da Mulher do Estado, Ana Elisa Sobreira, foi confirmada a instalação de novas unidades policiais nos municípios de Olinda, Palmares, Arcoverde e Salgueiro – sendo esta última criada desde 2008, por meio da lei Nº 13.457, porém jamais implantada até a presente data.

A escolha das cidades se deu a partir de critérios como a quantidade de registros policiais de crimes praticados contra as mulheres, especialmente os decorrentes de violência doméstica e familiar, além de casos de feminicídio e estupro, assim como o quantitativo de medidas protetivas de urgência de solicitadas. Desta maneira, de acordo com dados divulgados pela Secretaria de Defesa Social, Olinda e Arcoverde figuram entre as 10 cidades com maior número de registros de violência doméstica e familiar em 2020, com mais de 2.600 casos. Já a cidade de Palmares lidera quando o recorte se reduz à mata sul pernambucana.

Foram muitas reuniões, mas os números traduzem a necessidade e comprovam a urgência na criação desse primeiro grupo de novas Delegacias de Atendimento à Mulher, que estará em funcionamento até o final do ano. Outras regiões também serão contempladas com outras unidades, mas, enquanto isso, conseguimos a criação de núcleos que também vão beneficiar as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar”, explica. A parlamentar se refere à implantação dos Núcleos de Atendimento à Mulher em todas as delegacias do estado. Serão espaços instalados dentro das delegacias distritais e formados por uma equipe técnica multidisciplinar e especializada no atendimento específico às mulheres vítimas de violência. “Aproximar o equipamento público e especializado da população é mais um degrau para que todas as pernambucanas possam contar com o atendimento apropriado”, conclui.

COMMENTS