Deputado do PP bate pesado em Geraldo Júlio, prefeito do Recife

Deputado do PP bate pesado em Geraldo Júlio, prefeito do Recife

“Acredito que a população errou em ter dado mais 4 anos para Geraldo Júlio”, dispara parlamentar

João Campos percorre o Recife enquanto Oposição dorme no ponto
Gilvan Cavalcanti apoia Eriberto Rafael
Bancada do PP se reúne para tratar as prioridades da cidade do Recife

O deputado estadual Romero Albuquerque (PP) rebateu as declarações do líder do governo, na Câmara Municipal do Recife, Eriberto Rafael(PTC), acusando o prefeito Geraldo Júlio de ter um fraco relacionamento com o poder legislativo. Além disso, o deputado criticou o fato de o prefeito ter escalado um vereador para responder as suas críticas contra a criação de novos cargos na PCR.

“Nada contra ao meu companheiro Eriberto Rafael, um excelente parlamentar e que representa um dos poucos acertos de Geraldo Júlio nestes últimos quatro anos. Mas o prefeito deveria assumir a responsabilidade e responder as nossas críticas. Ele não precisa de intermediários. Basta explicar a natureza das suas decisões”, alfinetou.

O deputado criticou o Projeto de Lei do Executivo que cria 86 novos cargos para a Autarquia Municipal de Previdência e Assistência à Saúde. Ele entende que, apesar das boas intenções em aperfeiçoar a administração, a cidade não vive um momento adequado para a criação de novos cargos e o foco do poder municipal deveria ser corrigir as falhas nos serviços que afetam diretamente a vida da população.

“Não vivemos um momento propicio para criar novos cargos. Temos que aproveitar os poucos recursos disponíveis e fazer com que eles cheguem até a ponta, nas escolas, nos postos de saúde e nas obras de infraestrutura”, criticou o deputado

Albuquerque, que se posiciona de forma contundente contra a gestão municipal, teceu duras críticas ao diálogo de Geraldo Júlio com a Câmara. “Ele deve se sentir dono da cidade. Enquanto estive como Vereador do Recife, fui convocado uma única vez para encher lingüiça. Todas as políticas públicas que propusemos, apesar de terem sido elogiadas no momento, simplesmente foram esquecidas. Não tem diálogo.”, criticou

O deputado, que já ocupou uma cadeira na Casa de José Mariano, informou que os vereadores temem retaliações políticas. Por isso, silenciam diante de erros ou equívocos do prefeito. “O poder legislativo municipal está completamente descontente com o prefeito Geraldo Julio. Muitos, inclusive, não confirmam isso de forma pública com receio de serem retaliados. Mas é um sentimento interno da Casa. Graças a Deus eu nunca fui à porta do prefeito para pedir cargos e quando me foi oferecido, através de seus assessores, sempre recusei. Por qual motivo? Pra ter essa independência que tenho hoje. Para poder falar as verdades que muitos querem e não falam.”.

“Acredito que a população errou em ter dado mais 4 anos para Geraldo Julio. É no mínimo amador o prefeito não ter um diálogo com o poder legislativo. Tudo ali se resolve através de seus assessores, que muitas das vezes sequer respondem o vereador”.

Romero Albuquerque, que se elegeu com boa parte dos votos vindos do Recife, tem se colocado como pré-candidato a prefeitura. Ele entra no debate por discordar exatamente do modelo de governo colocado em prática pelo PSB. “A falta de diálogo com a população e o poder legislativo, além da ausência de políticas públicas inovadoras para transparência dos gastos públicos, para o trânsito, a segurança, saúde e educação são os principais motivos para minha primeira disputa majoritária em 2020”.

COMMENTS