Deputado eleito Gilmar Júnior provoca o Ministério da Saúde para que remunere profissionais de enfermagem que atuarem na emergência sanitária

Saiba mais informações clicando no link

Deputado Gilmar Júnior

Conhecido como uma das principais vozes no Brasil em defesa dos profissionais da enfermagem, o deputado estadual eleito Gilmar Júnior, atual presidente do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (COREN-PE), assinou nota conjunta com outras entidades representativas da categoria onde defende a remuneração dos profissionais da enfermagem que participarem da ajuda humanitária ao povo Yanomami. Gilmar Júnior também aproveita para reafirmar a sua defesa em pagamento do piso dos profissionais da Enfermagem.

Segue nota:

Em observância a uma das maiores crises humanitárias na história do Brasil, o Forum das Entidades Representativas da Enfermagem de Pernambuco expressa sua irrestrita solidariedade ao povo Yanomami.

A situação de profunda calamidade atinge homens, mulheres e crianças e todas as idades com estado avançado de desnutrição, malária e outras condições subumanas.

O Ministério da Saúde criou uma força nacional de resposta e suporte para profissionais de saúde que queiram contribuir, com a assistência. E neste ponto, nos cabe destacar ao Ministério da Saúde, de que, modelos de força nacional, já existem, em moldes remunerados, que deveriam ser aplicados à Enfermagem, já que somos uma categoria em franca luta pela implantação de seu piso, por hora suspenso pelo STF, o que nos põe em situação financeira crítica e exaustão psicológica. E que estes modelos deveriam ser aplicados a todos os partícipes.

Ainda assim, sabemos do histórico de responsabilidade social e humanitária intrínseca à Enfermagem brasileira e informamos aos colegas que quiserem participar da força de resposta do SUS, nos moldes atuais, podem obter detalhes e se inscreverem através de link disponível no portal do próprio Ministério da Saúde. O Cofen e o Coren RR também montaram equipes de resposta rápida. A Enfermagem, mesmo em plena crise de desvalorização, não faltará ao país.

A vida humana está acima de quaisquer outras urgências que se apresentem e não podemos ignorar o quanto a vida Yanomami precisa do cuidado e do olhar humanizado da Enfermagem.

Haveremos de vencer mais essa crise.
Coren PE, Seepe, Satenpe, Aben-PE

COMMENTS