Em nota, Romero Albuquerque se desculpa por discussão na Alepe

Parlamentar discordou, em plenário, do deputado Diogo Moraes (PSB) a respeito do projeto que proíbe veículos com tração animal em cidades com mais de 50 mil habitantes

Alepe realiza mutirão de serviços gratuitos à população para marcar os 30 anos da Constituição Estadual
Wanderson Florêncio protocola requerimento para instauração da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiências e Doenças Raras
Projeto isenta usuário de planos de saúde de taxa judicial em ações em casos de urgência

O deputado estadual Romero Albuquerque (PP) pediu desculpas, por meio de nota, sobre a discussão com o deputado Diogo Moraes (PSB), na quarta-feira (29), no plenário da Alepe. Albuquerque discordou de um parecer do socialista sobre o projeto que quer proibir o uso de veículos com tração animal em municípios com mais de 50 mil habitantes. No debate, que ficou acirrado, o deputado do PP se exaltou e acabou proferindo um palavrão no momento que deixava a tribuna. Ele explica que agiu de modo inadequado em resposta ás provocações de Moraes. Confira, abaixo, a íntegra da nota do parlamentar.

Quero expressar meu sincero pedido de desculpas aos meus colegas da Assembleia Legislativa, em especial ao deputado estadual Diogo Moraes (PSB), a quem tratei com modos reprováveis e inadequados, durante uma sessão ordinária, reagindo a sua postura também inadequada e provocações descontextualizadas em um debate muito acirrado no plenário sobre a proibição das carroças em Pernambuco. Também devo desculpas ao povo pernambucano, que não merece assistir este tipo de comportamento por parte dos seus representantes no legislativo.

Não sou adepto desse tipo de postura, sobretudo de enfraquecer o diálogo com agressões e insultos. Por isso, admito que errei e reafirmo meu compromisso de zelar pelo bom debate na Casa de Joaquim de Nabuco. Mesmo que os ânimos estejam acirrados e as convicções irredutíveis, o respeito e a ética devem prevalecer. Portanto, deixo o registro público do meu pedido de desculpas e também que, embora aberto ao diálogo, a novas sugestões para o PL das carroças – tema do nosso debate – deixo claro que não renunciarei a defesa da vida dos animais e encontraremos um equilíbrio sensato e prudente neste debate, sem abrir mão do respeito e da tolerância. O parlamento é feito das divergências e do confronto das ideias, de modo a aperfeiçoar ainda mais o nosso trabalho de representação do povo pernambucano.

COMMENTS