Erick Lessa visita operação da Polícia Civil e destaca a necessidade de vacinar Guardas Municipais

Saiba mais informações clicando no link

Lessa anuncia futura secretária de seu governo
Delegado Lessa tem agenda extensa por bairros de Caruaru
Erick Lessa solicita ampliação da vacina Janssen para Santa Cruz e Toritama


Especialista em Segurança Pública, o deputado estadual Delegado Erick Lessa tem realizado várias ações com o objetivo de melhorar a segurança dos cidadãos, bem como garantir direitos aos profissionais do setor. Neste sentido, aproximando a estrutura policial da população dos bairros mais afastados do centro, o deputado solicitou a instalação de uma unidade móvel da Polícia Civil no Residencial Luiz Bezerra Torres, situado na periferia de Caruaru. Em resposta à solicitação, está ocorrendo a Operação Luiz Torres, que começou no dia 31/05 e encerra no próximo dia 04, contando com um efetivo diário de 05 policiais, entre eles, delegado, escrivão e agentes.

Segundo o deputado, o momento é oportuno para otimizar o atendimento à população. “A comunidade local tem a oportunidade de registrar Boletins de Ocorrências e realizar denúncias diretamente com os profissionais. É muito importante a participação dos moradores, para que a instituição venha a desenvolver ações cada vez mais efetivas no intuito de coibir a criminalidade”, orienta.

VACINAÇÃO
A atuação de Lessa também contempla os diversos profissionais que integram a Segurança Pública. Mesmo inseridos no grupo prioritário do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, guardas municipais e profissionais de segurança viária têm encontrado restrições para serem imunizados. Lessa tem sido procurado por vários representantes dessas categorias. Sensibilizado com esta situação, o parlamentar solicitou que as prefeituras sejam orientadas sobre o dever de vacinar esses profissionais. A solicitação foi realizada através de ofícios, que foram encaminhados ao secretário estadual de Saúde, André Longo, e a prefeituras de municípios do Agreste.

No documento, o deputado cita que o Plano Nacional da Vacinação, ao descrever o grupo prioritário “Forças de Segurança e Salvamento” descreve em seu Anexo I: “Policiais federais, militares, civis e rodoviários; bombeiros militares e civis; e guardas municipais”, trazendo também orientação da Nota Técnica nº 155/2021-CGPNI/DEIDT/SVS/MS que “Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas: recomenda-se iniciar pelos trabalhadores mais expostos, ou seja, os que se encontram na linha de frente das atividades de rua e segurança […]”.

COMMENTS