Instituto INTEGREE lança curso exclusivo de Compliance em PE

Fundadoras do Instituto vão oferecer o curso nos dias 19 e 20 de março, com o objetivo de orientar e discutir sobre a cultura de Integridade e Compliance no estado

Instituto INTEGREE convida todos a abraçarem uma causa ética de transformação e integração
Instituto INTEGREE nasce com o objetivo de pautar ética e integridade para transformar as relações corporativas
Compliance: um passo à frente da transparência

O Instituto INTEGREE vai dar mais um passo na evolução do Compliance no estado. Nos dias 19 e 20 de março, no espaço Be Work, localizado no bairro de Casa Forte, Zona Norte do Recife, as advogadas Mariana Teles, Clarissa Lima e Isabela Lessa, à frente do Instituto, vão ministrar um curso para promover a capacitação completa de profissionais na implementação de um novo modelo de Integridade nas empresas, o Compliance.

O curso, intitulado como “Compliance na Prática: da implantação à modificação de cultura”, será um meio de apresentar as diversas modalidades que constroem os princípios da ética nas empresas, de forma que possa ser adaptado para todas as profissões, não se limitando à advocacia, área na qual o tema geralmente é discutido. Com isso, profissionais de ramos variados poderão se inscrever e entender a teoria e a prática da conduta de Integridade, ética e governança, que são cada vez mais necessários nas organizações públicas e privadas.

“Pensamos em uma matriz de conteúdo que pudesse reunir os aspectos técnicos e legais e enfocar numa imersão prática os pilares de um programa de Compliance”, comentou Mariana Teles. De acordo com a advogada, ao realizar o plano do curso, foi percebida também toda a necessidade do debate sobre pesquisa de clima ético; pilares e diretrizes; Compliance Trabalhista; Compliance Público, etc, todos ramos de atuação encontrados na prática da advocacia e da consultoria.

Os módulos que serão abordados incluem a utilização de princípios de abordagens práticas aplicadas em situações cotidianas por meio de dinâmicas objetivas e avaliações. “Priorizamos turmas entre 15 e 20 participantes, para que seja possível uma abordagem mais personalizada, aliando nosso programa ao interesse profissional do aluno”, explicou Mariana Teles.

O INSTITUTO

O primeiro passo para solucionar a carência sistêmica de agentes de integridades nas empresas foi dado em dezembro de 2019, com a criação do Instituto INTEGREE, idealizado por Mariana Teles, advogada e coordenadora do curso de compliance e integridade da ALEPE; Clarissa Lima, advogada e presidente da Comissão de Estudos Permanente sobre compliance da OAB/PE e Isabela Lessa, advogada, professora e coordenadora do curso de direito na faculdade Nova Roma.

A ideia do Instituto surgiu a partir da percepção das sócias de massificar os conceitos dentro e fora das academias. O objetivo é promover um debate que colabore com uma mudança sistêmica, a partir da formação continuada de pessoas para atuarem como agentes de Integridade.

O projeto foi lançado em plena semana de combate internacional à corrupção e durante um momento que Pernambuco avançava sobre o tema, já que a Lei de Integridade das Contratações Públicas do Estado (Lei Estadual 16722) foi sancionada pelo governador Paulo Câmara no dia 9 de novembro.

A Lei 16722, inclusive, foi um dos motivos para o primeiro curso do INTEGREE ser no Recife, capital de Pernambuco. “O Instituto traz o DNA do nosso estado e nasceu sintonizado com essa lei”, explicou a advogada Mariana Teles. Atualmente, as sócias do INTEGREE percebem que o Estado de Pernambuco continua debatendo em várias instâncias sobre Compliance e Integridade, então viram a necessidade de oferecer um espaço de construção de ideias e fomento de cultura sobre o tema.

Por isso, o INTEGREE busca oferecer uma grade atualizada de cursos e atividades de formação e disseminação de conceitos (confira abaixo). A programação do Instituto para 2020 é extensa, com agenda em outros estados e, em agosto o I Congresso Nordestino de Compliance e Integridade.

COMMENTS