Integrante da equipe de transição, João Campos apresenta propostas para Governo Lula

Saiba mais informações clicando no link

João Campos ex-governador de São Paulo, Márcio França, o prefeito de Diadema-SP, José de Filippi, o deputado federal eleito por São Paulo, Guilherme Boulos, a arquiteta e urbanista Erminia Maricato, a ex-presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, a ex-ministra das Cidades, Inês Magalhães, o ex-prefeito de Niterói-RJ, Rodrigo Neves, a mestre em Urbanismo, Evanise Lopes Rodrigues, e o ex-deputado federal pelo DF, Geraldo Magela.Prefeito do Recife integra Grupo de Trabalho da área de Cidades e levou experiências da capital pernambucana para serem replicadas em todo Brasil

Brasília-DF – O prefeito do Recife, João Campos (PSB), apresentou nesta quarta-feira (16) um conjunto de propostas e soluções no Grupo de Trabalho de Cidades que compõe a equipe de transição do presidente eleito Lula, que é liberada pelo vice, Geraldo Alckmin. Dentre os assuntos, João Campos defendeu a volta do programa Minha Casa, Minha Vida com uma linha voltada para revitalização dos centros históricos através de moradia. O prefeito recifense também detalhou algumas ações que já estão dando resultado na cidade.

João Campos apresentou duas experiências no Recife que podem ser adaptadas e replicadas em outras cidades: povoamento em área central, com estímulo através de benefícios fiscais para realização de retrofit e urbanização integrada em parceria com o BID. Além disso, atendendo a um pedido do vice-presidente Alckmin, destacou iniciativas feitas em parceria entre a Prefeitura do Recife e o Porto Digital que foram incorporadas como estratégias para o desenvolvimento de cidade. O Embarque Digital, por exemplo, formará 2.000 jovens em tecnologia. “É importante haver uma representatividade neste grupo. Ele é formado por professoras e professores, por parlamentares e por quem governa as cidades. Fico feliz em ser um dos representantes da região Nordeste. Nesta primeira reunião a gente apresentou os pontos importantes que as grandes cidades brasileiras têm quando a gente fala de habitação, de mobilidade, de saneamento”, explicou João Campos.

O prefeito reforçou que continuará exercendo suas atribuições como gestor municipal e que contribuirá, de maneira remota, com o GT de Cidades no governo de transição. “ Quando o antigo Ministério das Cidades foi extinto, as políticas pensando as cidades brasileiras foram descontinuadas, a exemplo do Minha Casa, Minha Vida e programas de mobilidade que discutiam as estratégias de mobilidade das cidades. Tudo isso foi perdendo força e algumas até descontinuadas, e o presidente Lula sempre colocou como prioridade, ao longo da campanha, conversar com governadores e prefeitos de capitais sobre o que é prioridade em cada localidade”, acrescentou o Campos.

Além do prefeito João Campos, fazem parte do GT de Cidades o ex-governador de São Paulo, Márcio França, o prefeito de Diadema-SP, José de Filippi, o deputado federal eleito por São Paulo, Guilherme Boulos, a arquiteta e urbanista Erminia Maricato, a ex-presidente da Caixa, Maria Fernanda Ramos Coelho, a ex-ministra das Cidades, Inês Magalhães, o ex-prefeito de Niterói-RJ, Rodrigo Neves, a mestre em Urbanismo, Evanise Lopes Rodrigues, e o ex-deputado federal pelo DF, Geraldo Magela.

COMMENTS