João Campos lança maior programa da história da rede de ensino municipal para alfabetizar estudantes na idade certa

Programa Primeiras Letras vai beneficiar mais de 34 mil estudantes em 255 unidades de ensino da rede municipal. Prefeito João Campos lançou o programa, na manhã desta terça-feira (5), no Teatro de Santa Isabel

Prefeito Pel Lages fecha com Davi Muniz para deputado federal
Radar Político (04/10) – Lucas Ramos, uma promessa para a Câmara Federal
Pr. Eurico alfineta Davi Muniz em nota enviada a filiados do Patriota


Reafirmando o compromisso com a educação, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Educação, lança o Programa Primeiras Letras. Trata-se da maior iniciativa de letramento da história da Rede Municipal de Ensino do Recife e surge para garantir a alfabetização dos estudantes na idade certa, ou seja, até os sete anos de idade, e, consequentemente, melhorar a qualidade do ensino e elevar os resultados de aprendizagem destes estudantes. Com investimentos na ordem de R$ 15 milhões até 2024, a iniciativa vai beneficiar 255 unidades de ensino na busca pela alfabetização de todas as crianças que estudam na rede garantindo, além de uma educação de qualidade, o acesso às demais etapas de ensino com maior aprendizagem e melhores oportunidades de um futuro melhor. O lançamento do programa foi feito pelo prefeito João Campos na manhã desta terça no Teatro de Santa Isabel e o evento foi conduzido pelo músico e professor Silvério Pessoa com poesia, música e a participação de estudantes da rede municipal.

“A gente lança hoje o Primeiras Letras, alfabetizando na idade certa. É um grande programa de alfabetização, o maior da história do Recife, para garantir alfabetização na idade certa de todas as crianças da nossa rede. É um programa multisetorial, são seis eixos diferentes, desde a formação de professores a material didático específico, uma matriz curricular que dialoga com a Base Nacional Comum Curricular, a integração das redes dentro das escolas, programa de incentivo para os maiores crescimentos e melhores notas dentro dos programas de avaliação”, detalhou João Campos. “São diversas ações diferentes com um objetivo único de garantir a alfabetização na idade certa no Recife. Com a alfabetização na idade certa, a gente dá o direito emancipatório da criança poder decidir o que quiser ser na vida e construir sua vida a partir da alfabetização com independência, é isso o que a gente espera”, esclareceu ele ainda.


Mais de 34 mil estudantes serão impactados pelo Primeiras Letras. “O grande objetivo do programa Primeiras Letras é garantir a alfabetização de todas as nossas crianças do Recife até os sete anos de idade. Nós construímos seis grandes eixos com foco na construção de uma matriz curricular, material pedagógico para ser aplicado nas escolas, formação dos nossos profissionais, gestores, coordenadores pedagógicos, atividades de avaliação e monitoramento dos resultados e dos dados da nossa rede para ajudar as nossas escolas”, explicou o secretário de Educação do Recife, Fred Amancio. “Além de um acompanhamento permanente das nossas escolas para apoiar o dia a dia das unidades de ensino na implementação do programa, criamos um conjunto de incentivos financeiros para as escolas, para aquelas que mais se destacam e aquelas que mais precisam de apoio, um investimento importante de mais de R$ 15 milhões não apenas para fortalecer a educação, mas para garantir a alfabetização das nossas crianças”, complementou ele.

Os seis grandes eixos que norteiam o programa vão assegurar o processo de alfabetização das crianças até os sete anos de idade, como a revisão da matriz curricular, que vai oferecer aos professores um documento norteador com novo formato e mais próximo à prática. Além disso, estudantes e professores contarão com material complementar pautado na prática pedagógica e sincronizado com as formações que serão ofertadas aos professores, outro importante ponto estratégico do programa. Estas formações possuem duas etapas, uma que contempla webinários e rodas de conversas, que iniciam suas atividades nesta semana, e um calendário permanente de formações a partir do início de 2022. Estas atividades irão beneficiar mais de dois mil profissionais, entre formadores, coordenadores pedagógicos, professores, equipes técnicas e gestores escolares.

Um outro eixo importante está relacionado à utilização de avaliações e monitoramento dos dados decorrentes do processo, de forma que possam apoiar ações desenvolvidas nas escolas. O acompanhamento nas escolas é mais um eixo do Primeiras Letras e um dos pontos inovadores do programa e, que consiste em criar rotinas de acompanhamento junto aos professores, gestores e coordenadores pedagógicos, além de visitas permanentes para apoiar atividades realizadas dentro do ambiente escolar.

A fim de estimular o bom desempenho das escolas, o Programa Primeiras Letras vai premiar com R$ 80 mil as dez escolas com melhores resultados na alfabetização e com R$ 60 mil as dez unidades com maior crescimento. As dez unidades que apresentarem os indicadores mais modestos receberão um incentivo de R$ 40 mil e trabalharão em parceria com as escolas com maiores resultados. Serão mais de R$ 1,8 milhão em prêmios e apoio para as escolas por ano.

COMMENTS