Joaquim Nabuco – Gestão de Neto Barreto é alvo de denúncias

Joaquim Nabuco – Gestão de Neto Barreto é alvo de denúncias

A Prefeitura de Joaquim Nabuco, que tem como gestor Neto Barreto (PTB), está sendo acusada pelo Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos d

COMSUL elege nova Diretoria Executiva, Conselho Fiscal e membros suplentes
Seguimento jovem do PSB de Joaquim Nabuco apresenta nova Diretoria Executiva
Coluna Radar Político desta terça-feira (09) – Célia Sales se reúne com governador Paulo Câmara
Neto Barreto - Prefeito de Joaquim Nabuco

Neto Barreto – Prefeito de Joaquim Nabuco

A Prefeitura de Joaquim Nabuco, que tem como gestor Neto Barreto (PTB), está sendo acusada pelo Sindicato Profissional dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem de Pernambuco – SATENPE de oferecer condições precárias de trabalho aos servidores de Saúde do Hospital Municipal Lídia Maria de França.

De acordo com Ademir Luiz, secretário do SATENPE, em visita realizada recentemente à unidade hospitalar, o Sindicato verificou que auxiliares e técnicos de enfermagem estão sendo submetidos a exercer suas funções em um ambiente que não oferece condições adequadas de trabalho.  A falta de medicamentos e equipamentos de proteção individual, instalações deterioradas, jornada de trabalho acima da permitida pela legislação e ausência de enfermeiros para a supervisão dos profissionais também são algumas das irregularidades apontadas pelo sindicalista.

O representante do sindicato também denuncia as más condições da área destinada ao repouso dos profissionais, o uso de material inadequado na embalagem instrumentos a serem esterilizados, falta de recipiente adequado para o armazenamento de material perfurocortante já utilizados, o que põe em risco a saúde dos profissionais, além da ausência de empresa especialidade para o recolhimento e destinação adequada do material hospitalar.

Diante da situação crítica Ademir Luiz alerta que o hospital corre grave risco de ser interditado eticamente pelo Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco por grave violação à Lei do exercício profissional. Ademir Luiz inclusive informou que já entrou em contato com o secretário municipal de Saúde, Marco Aurélio, solicitando providências.

Com a palavra, o prefeito Neto Barreto.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS