José Humberto vota contra o aumento de impostos

José Humberto vota contra o aumento de impostos

Na tarde desta quarta-feira (28/11) a Assembleia Legislativa de Pernambuco colocou em pauta a segunda discussão dos projetos enviados pelo Governo

Uchoa defende a criação de um programa de segurança alimentar e nutricional
Joel da Harpa questiona Governo do Estado ao colocar contas públicas para votação: desrespeito com o povo
Deputada Roberta Arraes é reconduzida à presidência da Comissão de Saúde e Assistência Social da ALEPE

Na tarde desta quarta-feira (28/11) a Assembleia Legislativa de Pernambuco colocou em pauta a segunda discussão dos projetos enviados pelo Governo do Estado que tratava sobre o aumento de 2% nas alíquotas de impostos sobre vários produtos (Projeto de Lei 2097/2018) e da permanência das alíquotas atuais de IPVA (PL 2100/2018). Dos 29 parlamentares presentes, apenas cinco se colocaram contrários, entre eles o deputado estadual José Humberto (PTB).

Denominado pela Bancada de Oposição de “pacote de maldades”, os projetos aumentam em 2% a alíquota de ICMS sob o etanol, veículos acima de 50 mil reais, refrigerantes, sacolas, canudos e copos plásticos, motocicletas acima de 250 cilindradas, água mineral em embalagem descartável, além de estender até 2023 o aumento do IPVA.

Os outros deputados que também acompanharam o posicionamento de José Humberto foram Joel da Harpa (PP), Priscila Krause (DEM), André Ferreira (PSC) e Augusto César (PTB). O LÍDER DA Oposição, Sílvio Costa Filho (PRB) não participou da votação, mas já havia se posicionado contrário as propostas. O deputado Cleiton Collins (PP) não teve voto computado porque presidiu a sessão.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS