Maioria de Executiva do PSB de Olinda renuncia e nova composição deverá ser indicada pela instância estadual

Saiba mais informações clicando no link

PSB

Imagem/arquivo

Após o pedido de renúncia do presidente municipal do PSB de Olinda, o ex-deputado e atual Secretário Micro e Pequenas Empresas e Empreendedorismo do Governo Lula, Milton Coelho, a maioria dos membros da executiva municipal do partido, também renunciou aos cargos que ocupavam.

Alegando incompatibilidade com a extensa agenda nacional que o atual cargo lhe impõe, Milton Coelho encaminhou sua decisão em carta endereçada no último dia 22 de junho ao presidente estadual do PSB, deputado estadual Sileno Guedes.

Do colegiado, originalmente eleito com 23 membros, 16 renunciaram à Comissão Executiva do Diretório Municipal do PSB de Olinda. Além do presidente Milton Coelho, Gilberto Sobral – Secretário-Geral, João Domingos – Secretário do Movimento Popular, José Augusto Bichara – Secretário de Finanças, Eric Bem dos Santos – Secretário do Meio Ambiente, Roselaine Pordeus – Secretária de Direitos Humanos, Sérgio Gomes Filho – Secretário de Educação e Cultura, Rosa dos Santos – Secretária do Movimento Sindical, Cosete Câmara – Secretária do Movimento Mulher, Alberto Muniz – Secretário do Movimento Diversidade e LGBT, Igor Belchior Nunes – Secretário de Assuntos Institucionais, Yara Gomes Pordeus – Secretária de Integração, Renata Nóbrega – Coordenadora do Núcleo Causa Animal e Geziel Bezerra – secretário de Defesa de Interesse das Pessoas com Deficiência e Gilson Braga dos Santos – Secretário de Mobilização. Jean Pierre Moraes – Secretário de Organização Partidária, já havia se desligado anteriormente.

Diante do quadro, caberá ao Diretório Estadual do PSB indicar uma nova executiva para o partido em Olinda, o que deverá ocorrer com muita brevidade, haja vista a eleição municipal de 2023.

Historicamente o PSB de Olinda tem um papel protagonista nas articulações políticas e eleitorais da cidade. Atualmente o partido não tem representante na Câmara de Vereadores, mas está em constante discussão e harmonia com os demais partidos do campo progressista, principalmente com o PSOL, PT, PCdoB, PV e PDT.

COMENTÁRIOS