Marília Arraes e Teresa Leitão discutirão impactos da Reforma da Previdência na vida das mulheres

Marília Arraes e Teresa Leitão discutirão impactos da Reforma da Previdência na vida das mulheres

Audiência Pública será na Assembleia Legislativa de Pernambuco

Governo vai ter que se explicar na ALEPE sobre falta de medicamentos nas farmácias do Estado
Deputado Alberto Feitosa adotará providências sobre ameaça do MST na frente da ALEPE
Projeto de Alessandra Vieira impede que condenados pela Lei Maria da Penha assumam cargos comissionados no estado

A Reforma da Previdência de Bolsonaro e como esse projeto afetará negativamente a vida das mulheres brasileiras será tema de uma audiência pública na próxima segunda-feira (27), a partir das 9h, no Auditório Sérgio Guerra, na Assembleia Legislativa de Pernambuco. O evento será realizado no âmbito da Comissão Especial sobre a Reforma da Previdência da Alepe em conjunto com a Subcomissão Especial de Seguridade da Mulher da Câmara dos Deputados e está sendo chamado pela deputada estadual Teresa Leitão (PT) e pela deputada federal Marília Arraes (PT), membros das respectivas comissões no parlamento estadual e federal.

Caso a proposta seja aprovada, as mulheres só poderão se aposentar aos 62 anos e com o mínimo de 20 anos de contribuição. As mulheres também serão prejudicadas em relação ao tempo de contribuição para o recebimento da aposentadoria integral. Com o projeto de Bolsonaro, o aumento irá de 30 para 40 anos de contribuição. “O que essa Reforma defende é o fim da aposentadoria dos brasileiros e, principalmente, acabar com a vida de todas as mulheres brasileiras”, afirmou a vice-líder do PT na Câmara, Marília Arraes.

Teresa Leitão alerta também para as mudanças radicalmente prejudiciais para categorias com maioria de trabalhadoras mulheres, como professoras, agricultoras e domésticas. “Nós professoras somos 82% da categoria e temos aposentadoria especial, que não é privilégio, mas é uma condições relacionada às características do trabalho. Não é à tona que educadores, junto com agentes penitenciários e agentes de saúde, têm maior índice de doenças psicológicas relacionadas ao trabalho”, relata Teresa.

A audiência é aberta ao público e contará com a presença deputados membros da comissão e representantes de entidades que trabalham com a temática.

Serviço:
Audiência Pública: Os impactos da reforma da previdência na vida das mulheres
Data: segunda-feira, 27 de maio de 2019
Horário: 9h
Local: Auditório Sérgio Guerra da Assembleia Legislativa de Pernambuco. Rua da União, 397, Boa Vista, Recife.

COMMENTS