“Não medirei esforços para buscar fazer sempre o melhor pela Saúde” , diz Secretária de Saúde de Barreiros

Durante esta semana pude ver nas redes sociais uma série de debates formados em torno da Saúde no município de Barreiros, mas especificamente do H

O Rodo da Bahia puxa neste sábado ARRASTÃO da vitória de Elimário/Thomaz Baleia
Política Barreiros – Beto da Sensação e Marquinhos Galdino comparecem a culto na Assembleia de Deus
Secretaria de Saúde de Barreiros faz balanço dos 100 primeiros dias de governo
MG_2344_site

Hospital Municipal de Barreiros – HMB

Durante esta semana pude ver nas redes sociais uma série de debates formados em torno da Saúde no município de Barreiros, mas especificamente do Hospital Municipal Jailton Messias.  Diante de tudo isso não poderia deixar de realizar uma matéria falando sobre o assunto, até porque vejo as redes sociais como uma importante ferramenta para a exposição de problemas, ideias, críticas e soluções.

Como trabalho nos finais de semana na recepção do referido hospital, tendo assim o privilégio de acompanhar de perto as atividades ali desenvolvidas, posso testemunhar o esforço que o corpo técnico tem realizado para prestar o melhor serviço possível aos pacientes que para ali se deslocam.

Acho legítimas as críticas realizadas pelos internautas, pois elas contribuem para o desenvolvimento de serviços mais eficientes por parte do poder público. Para compreender melhor o que estou falando é importante entender as dificuldades do financiamento público para a área de saúde e o desequilíbrio na qualidade dos serviços prestados pelos municípios, com é o caso da nossa região.

Embora o sistema de saúde seja único e as pessoas tenham acesso gratuito em qualquer região do Brasil, vale salientar que os municípios recebem individualmente os recursos para prestarem tal serviço aos seus munícipes, mas infelizmente o que vemos em nossa região é alguns negligenciarem, fazendo assim com que a população se desloque para os municípios vizinhos a procura de atendimento. Não consigo contar as vezes em que o HMB recebe pacientes até de Maragogi e Japaratinga para realizarem exames simples de RAIO X , serem atendidos , medicados e até transferidos para as grandes emergências do Estado, tudo isso custeado pelo dinheiro que é destinado para os cuidados da população barreirense. Para não ficar só neste caso, gostaria de relatar outra situação em que os municípios vizinhos negligenciam com os seus pacientes e os mandam para Barreiros, como é o caso de um morador de Sirinhaém que se desloca quase que diariamente do seu município para tomar no HMB um medicamento caro que há muito tempo a sua cidade de origem não oferece.

Cheguei no HMB no primeiro dia de seu funcionamento e algo me chamou muito a atenção, pois a maioria das vezes em que vou realizar o preenchimento do prontuário as pessoas chegam logo perguntando se há médico. Por que será isto? Será que é reflexo de que em outros tempos a presença do médico era algo eventual? Pois desde que entrei no referido hospital não presenciei um dia sequer a falta de médico.

Sei que as pessoas sempre querem o melhor, compreendo isto. Por viajar muito por Pernambuco, conheço de perto a realidade enfrentada pelos municípios na área da saúde e quando chego a compará-los com os serviços prestados pelo HMB percebo que Barreiros é muito bem assistido nesta área. Basta olharmos nos noticiários recentes para vermos exemplos como o Hospital Barão de Lucena, que não possui verba sequer para comprar produtos como papel higiênico, e olhe que o hospital é do Estado, e o que dizer da falta de pagamento de enfermeiro, técnicos e outros profissionais das grandes emergências como Hospital da Restauração, Otávio de Freitas e Agamenon Magalhães? Sem falar do tempo de espera nas UPAS, situação em que pacientes esperam mais de 6 horas para serem atendidos.

Reconheço que a população sempre merece mais, sei que um hospital da estrutura que tem o HMB exige que todas as áreas sejam ativadas, como é o caso do Bloco Cirúrgico e da Maternidade. Procurando saber mais sobre este e outros assuntos decidi entrar em contato com a Secretária Municipal de Saúde, Marlene Couto, para mais esclarecimento.

Segundo a secretária, há ações no sentido de reativar o bloco o mais breve possível. “Estou correndo atrás da terceira regional de saúde (GERES) e também do Estado, para que mais rápido possível voltarmos colocar a maternidade para funcionar e também o bloco cirúrgico”, informou Marlene.

A Secretária ainda inteirou que a crise por que passa o país tem dificultado a realização dos projetos. “Infelizmente estamos atravessando uma crise que dificulta a realização dos nossos projetos. Sou consciente de que a de Barreiros merece ainda mais, mas peço um pouco de compreensão, pois não medirei esforços para buscar fazer sempre o melhor pela Saúde”, pontuou a secretária.

Para finalizar, a Secretária Marlene Couto disponibilizou para o Blog Ponto de Vista um resumo das atividades realizadas pelo HMB no último mês de Julho:

Atendimentos na Clínica médica: 2.767

Atendimentos em pediatria: 852

Atendimento em Obstetrícia: 128

Total de atendimentos mês de julho: 3.747

Exames de Raios X realizados: 272

Exames de urgência e emergência: 517

Exames de ambulatório por especialidades: 961

Testes rápidos de HIV: 18

 

Escrito por Wellington Ribeiro

 

COMMENTS