Nova lei de incentivos fiscais vai tornar Sirinháem mais atrativa para novos investimentos turísticos

Prefeita Camila Machado apresentou proposta

Ao lado de lideranças progressistas, Camila Machado dá primeiro passo na disputa pela prefeitura de Sirinhaém
Camila Machado apresenta ao governador Paulo Câmara demandas de Sirinhaém
Eriberto Medeiros, o vencedor do Litoral Sul

Prefeita Camila Machado (Sirinhaém)

A Prefeitura de Sirinhaém apresentou, na manhã desta quarta-feira (17), proposta de projeto de lei de Incentivos Fiscais para as Zonas de Lazer e Turismo do município. A discussão aconteceu no Auditório do Grupo JCPM, no Recife. A prefeita Camila Machado apresentou o projeto aos grandes investidores da área turística. Outros encontros serão realizados com os médios e pequenos empresários da cidade. A gestora apresentou os potenciais turísticos, econômicos, históricos e culturais da cidade. O foco da nova lei que será enviada à Câmara de Vereadores visa atrair novos empreendimentos para o município e fortalecer a economia.

“A criação de um ambiente propício para investimentos faz parte do nosso esforço contínuo em atrair grandes empreendimentos que impactem diretamente na economia de Sirinháem e região. Estamos apresentando aqui um programa de incentivos fiscais, levando o nosso propósito firme de gerar mais postos de trabalho e promover uma maior distribuição de renda”, afirmou a prefeita de Sirinhaém, Camila Machado.

O pacote de medidas direciona um programa de incentivos para as três Zonas de Lazer e Turismo (ZLTs): Guadalupe, Barra de Sirinhaém e Ilha de Santo Aleixo. Investimento superior a R$ 10 milhões, aliado ao licenciamento ambiental terá até a concessão do “Habite-se”, isenção do IPTU e redução da Taxa de Licença para execução de obras, arruamentos e loteamentos. Após a conclusão das obras, será concedida redução da alíquota do ISSQN e da Taxa de Licença de Localização e Funcionamento pelos próximos 10 anos. Outra medida importante é a exigência de pelo menos 20% dos profissionais envolvidos como empregados diretos nas obras serem residentes da cidade.

Na nova proposta, a Prefeitura de Sirinhaém vai implantar o IPTU Verde na legislação tributária. “É uma novidade que estimulará os novos empreendimentos a sempre buscarem soluções que minimizem o impacto ambiental. Por meio de um sistema de pontuações que verificará a gestão sustentável da água, a eficiência, as alternativas energéticas e a sustentabilidade estrutural do projeto, atribuiremos benefícios de até 35% de desconto no IPTU e que pode chegar a até 10 anos de duração”, detalhou Camila Machado.

O encontro contou com a presença do vice-prefeito, Manoel Soares, os vereadores do município, Jairo de Zé Alfredo e Rinalda Enfermeira , além de um dos acionistas do Grupo JCPM e anfitrião do encontro, Marcelo Filho e do presidente do Fecomércio, Bernardo Peixoto.

COMMENTS