Núcleo comunitário de mediação de conflitos é inaugurado em Vitória

Saiba mais informações clicando no link

Núcleo comunitário de mediação de conflitos é inaugurado em Vitória

A Secretaria Executiva de Direitos Humanos (SEDH), vinculada à Secretaria de Assistência Social Juventude e Cidadania, da Prefeitura da Vitória de Santo Antão, inaugurou na manhã desta quinta-feira (22/09), um Núcleo de Mediação de Conflitos. O ato de inauguração contou com a presença de autoridades e representantes de entidades governamentais e não governamentais, além do vice-prefeito Edmo Neves. O núcleo funcionará no mesmo prédio da SEDH, localizado na Rua Sebastião Lopes, número 23, por trás da prefeitura.

A mediação de conflitos consiste numa técnica de administrar desavenças entre pessoas, a qual é conduzida por um terceiro que não sugere nem decide, mas facilita a comunicação entre os envolvidos para se chegar a um acordo entre as partes sem precisar ingressar nas vias processuais.

“Através da conversa e da mediação, evitaremos que meros aborrecimentos ou desentendimentos entre vizinhos, por exemplo, virem problemas judiciários. Aqui, atenderemos qualquer pessoa que chegar e tentaremos revolver esses eventuais conflitos”, esclareceu Taciana Castelo Branco, diretora executiva e gestora de projetos da SEDH.

O núcleo divulgará em breve os dias específicos para os atendimentos, com ênfase em casos de natureza familiar, como cuidado com idosos, pensão alimentícia, conflitos domésticos; conflitos de consumo, como dívidas; de vizinhança, como as questões envolvendo som alto, construção irregular, acúmulo de lixo; e conflitos interpessoais na escola, trabalho ou vizinhança.

A implantação se dá através de uma parceria estabelecida com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Governo de Pernambuco. “É mais uma maneira de promover uma sociedade pacífica, que busque colaborar com a redução da violência, pois as desavenças por motivos banais geralmente enveredam agressões e ameaças. Então, toda a forma de evitar que a sociedade entre em conflito é válida, principalmente quando é feita por pessoas responsáveis, destacou o vice-prefeito Edmo Neves.

COMMENTS