Número de beneficiários que recebem o auxílio emergencial reforça a necessidade de criar o Renda Brasil, defende Eduardo da Fonte

Parlamentar é um dos principais defensores da proposta no Congresso Nacional

Deputado quer liberação do acesso ao seguro desemprego para garantir renda
Lessa se reúne com representantes de bares e restaurantes de Cauraru
RIBEIRÃO – Prefeito quer isentar famílias de baixa renda do pagamento de Taxa de Iluminação Pública

Dep. Eduardo da Fonte, Plenário

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP) comentou a pesquisa do IBGE que aponta que 43% dos lares brasileiros recebem algum tipo de benefício social para enfrentar a pandemia. O parlamentar saiu em defesa da criação de um novo programa social de distribuição de renda.

“Essas medidas de enfrentamento da crise foram essenciais para garantir o sustento de milhões de famílias e evitar que o fantasma da fome volte a assombrar o Brasil. Fica claro a necessidade de implantar um programa social permanente de distribuição de renda”, avaliou Eduardo da Fonte.

O número do IBGE revela a importância da continuidade dos programas sociais. Na Câmara dos Deputados, tramitam dois projetos, ambos de autoria de Eduardo da Fonte, que tratam sobre o tema: o PL 3023/20, que cria um programa de distribuição de renda permanente, e o PL 2550/20, que estende o pagamento do auxílio emergencial até o final de dezembro.

COMMENTS