Oscar Barreto acusa Marília Arraes de vender o PT nos municípios

Vice-presidente estadual do PT não economiza nas críticas à Marília Arraes

Acusado de desviar R$ 25 milhões da Prefeitura de Catende, Otacílio Cordeiro quer voltar a governar a cidade
Justiça afasta prefeito de Catende por 180 dia
Armando visita Catende e Palmares nesta quinta-feira (13)

O vice-presidente estadual do PT, Oscar Barreto, disparou duras críticas à deputada federal Marília Arraes, inclusive acusando-a da prática de vender o partido nos municípios do interior.

O posicionamento de Oscar veio logo após Marília Arraes visitar o município de Catende, na Zona da Mata Sul, e se reunir com o advogado Rinaldo Barros sinalizando apoio a sua pré-candidatura a prefeito. Em vídeo divulgado nas redes sociais Oscar não economizou nos ataques  à Marília Arraes.

“Tomei conhecimento que a deputada Marília Arraes esteve na sua cidade já vendendo o PT a um candidato. Essa prática é uma prática que a gente abomina. A prática de querer determinar, mandar, sem um debate, uma discursão interna com os seus filiados, os seus militantes. Essa deputada tem tido uma conduta extremamente estranha ao partido dos trabalhadores”, disparou.

Em contato com algumas pessoas que acompanharam a passagem de Marília pela Mata Sul, o Blog Ponto de Vista recebeu relatos de que em nenhum momento a deputada agiu no sentido de vender a sigla para as lideranças com as quais se reuniu.

Ao que parece, as movimentações de Marília ainda incomodam o núcleo duro do PT, principalmente a ala mais ligada ao PSB, como é o caso de Oscar Barreto. Talvez a aproximação do Processo de eleições dos diretórios, o famoso PED, esteja deixando alguns dirigentes receosos com o crescimento de Marília a ponto dela ameaçar em uma eventual candidatura à presidência estadual do partido a ala que hoje comanda a sigla.

COMMENTS