Paulo Câmara alfineta Bolsonaro: “Pernambuco jamais admitiu submissão a qualquer poder”

Paulo Câmara alfineta Bolsonaro: “Pernambuco jamais admitiu submissão a qualquer poder”

Em um recado direto ao presidente empossado Jair Bolsonaro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, deixou claro de como será a sua relação com

Pastor Cleiton Collins parabeniza Governo Bolsonaro pela ampliação de vagas em comunidades terapêuticas
Em defesa de Bolsonaro, futuro deputado estadual crítica Paulo Câmara
Maioria dos recifenses desaprovam Bolsonaro, governador Paulo Câmara e prefeito Geraldo Júlio, aponta pesquisa

DESAFIOS – “É urgente desmontar os palanques, desarmar os espíritos e buscar convergências”, acredita Paulo Câmara. Foto: Jarbas Araújo

Em um recado direto ao presidente empossado Jair Bolsonaro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, deixou claro de como será a sua relação com o Governo Federal. Confira trecho do discurso do governador em sua cerimônia de posse na tarde desta terça-feira (1º de janeiro):

“É urgente desmontar os palanques, desarmar os espíritos, buscar o mínimo de convergências que nos permitam preservar as conquistas democráticas e avançar. O processo eleitoral que nos elegeu para o Poder Executivo e elegeu os parlamentares para o Poder Legislativo  é o mesmo que elegeu o presidente da República.

De caráter historicamente irredento,  Pernambuco jamais admitiu submissão a qualquer poder, mesmo os mais altos da República. 

A submissão, em qualquer tempo, de qualquer natureza, por qualquer motivo, é incompatível com o espírito libertário dos pernambucanos. Apoiaremos decisões que beneficiem Pernambuco e o Nordeste, a exemplo das obras complementares da Transposição das águas do Rio São Francisco e da conclusão da Ferrovia Transnordestina. Mas seremos contra, fundados em sólidos argumentos, a iniciativas que comprometam o futuro do estado e da região, como a privatização da Chesf”, destacou o governador.

COMMENTS