Paulo Câmara alfineta Bolsonaro: “Pernambuco jamais admitiu submissão a qualquer poder”

Paulo Câmara alfineta Bolsonaro: “Pernambuco jamais admitiu submissão a qualquer poder”

Em um recado direto ao presidente empossado Jair Bolsonaro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, deixou claro de como será a sua relação com

DESAFIOS – “É urgente desmontar os palanques, desarmar os espíritos e buscar convergências”, acredita Paulo Câmara. Foto: Jarbas Araújo

Em um recado direto ao presidente empossado Jair Bolsonaro, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, deixou claro de como será a sua relação com o Governo Federal. Confira trecho do discurso do governador em sua cerimônia de posse na tarde desta terça-feira (1º de janeiro):

“É urgente desmontar os palanques, desarmar os espíritos, buscar o mínimo de convergências que nos permitam preservar as conquistas democráticas e avançar. O processo eleitoral que nos elegeu para o Poder Executivo e elegeu os parlamentares para o Poder Legislativo  é o mesmo que elegeu o presidente da República.

De caráter historicamente irredento,  Pernambuco jamais admitiu submissão a qualquer poder, mesmo os mais altos da República. 

A submissão, em qualquer tempo, de qualquer natureza, por qualquer motivo, é incompatível com o espírito libertário dos pernambucanos. Apoiaremos decisões que beneficiem Pernambuco e o Nordeste, a exemplo das obras complementares da Transposição das águas do Rio São Francisco e da conclusão da Ferrovia Transnordestina. Mas seremos contra, fundados em sólidos argumentos, a iniciativas que comprometam o futuro do estado e da região, como a privatização da Chesf”, destacou o governador.

COMMENTS