Paulo Câmara espera que novo ministro da Saúde siga o que recomenda organismos internacionais no enfrentamento ao coronavírus

Saiba mais informações clicando no link

Pernambuco e Nordeste são o Estado e a região com menor taxa de mortalidade por Covid-19 do Brasil
RECORDE – Pernambuco imuniza 54 mil pessoas em um só dia
Governo do Estado vai se reunir com barraqueiros que comercializam nas praias


Logo após o presidente Jair Bolsonaro anunciar a demissão de Henrique Mandetta do comando do Ministério da Saúde e o novo titular da pasta, Nelson Teich, o governador Paulo Câmara (PSB) utilizou o seu perfil no Twitter para expressar a sua preocupação com a mudança.

Defensor da manutenção do distanciamento social como forma eficaz de enfrentamento à propagação do coronavírus, Paulo Câmara alerta para que a política aplicada pelo Ministério da Saúde siga o que especialistas e estudiosos da área recomendam.

“Com preocupação recebo a notícia de mudança no Ministério da Saúde. O Brasil precisa de estabilidade e unidade. Espero que as decisões, no Governo Federal, sejam orientadas pelo que defendem os organismos internacionais e a ciência. Tendo a vida humana como prioridade máxima”, alertou.

LEITOS DE UTI – Em mais uma etapa importante para ampliar o atendimento exclusivo de pacientes com o novo coronavírus, o Governo de Pernambuco disponibilizou, nesta quinta-feira (16.04), mais 60 leitos de Terapia Intensiva (UTI). O Hospital do Tricentenário e a Maternidade Brites de Albuquerque, ambos em Olinda, inauguraram mais 20 leitos de UTI, sendo 10 em cada unidade. Ao todo, são 537 leitos em todo o Estado.

TRANSPARÊNCIA – Em mais um estudo liberado pela organização não-governamental Open Knowledge Internacional (OKBR), Pernambuco consolida-se na liderança e pela 3ª semana consecutiva ocupa o primeiro lugar entre os Estados mais transparentes em relação a divulgação das informações sobre a pandemia do novo coronavírus.

 

COMMENTS