Plano Retomada: diálogo, estratégia e ação – Por Geraldo Júlio

Artigo do secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Geraldo Julio, publicado hoje no Diario de Pernambuco

Erick Lessa recebe Movimento Pró-Pernambuco na Comissão de Desenvolvimento Econômico da Alepe
Ao lado do presidente da Fecomércio, Camila Machado debate desenvolvimento de Sirinhaém
Deputado convoca Agreste Meridional para discutir Desenvolvimento Econômico

*Geraldo Julio

Diálogo com a sociedade, estratégia bem definida, ações imediatas e estruturadoras. Esses são os principais ingredientes do Plano Retomada, lançado essa semana pelo governador Paulo Câmara com a missão essencial de promover investimentos da ordem de R$ 5 bilhões e gerar mais de 130 mil empregos em todas as regiões do estado até o fim de 2022.

Com o avanço da vacinação e a queda nos números de contaminação e internações pela Covid-19, o momento agora é de manter os cuidados, retomar a economia e atrair mais investimentos, resgatando empresas feridas pela pandemia, gerando emprego e renda. Em um contexto nacional marcado pela ausência de qualquer iniciativa nessa direção, o Plano Retomada ganha uma dimensão ainda mais relevante.

A estratégia começou a ser montada em junho. Debatido com setores representativos da sociedade, o plano foi enriquecido com a expertise de especialistas em economia, emprego e infraestrutura. A soma desses esforços abriu caminho para darmos esse passo à frente rumo a um novo ciclo de desenvolvimento.

A retomada é o ponto de inflexão de um trabalho que, na pandemia, se fez presente no Plano de Convivência e por uma série de medidas emergenciais criadas para atenuar os efeitos da crise no dia a dia da população. Durante todo esse período, Pernambuco também continuou investindo na infraestrutura e atraindo investimentos. Não é à toa que em um cenário adverso o crescimento de nossa indústria foi o primeiro do Nordeste e, em termos proporcionais, o melhor do Brasil.

O Plano Retomada tem quatro eixos principais: investimento público; investimento privado; ambiente de negócios; pessoas e crédito. E um programa inédito: o Emprego PE, que vai acelerar a geração de empregos ao garantir durante seis meses metade de um salário mínimo para cada novo trabalhador contratado pela inciativa privada.

Com o Plano Retomada, Pernambuco inicia um novo futuro projetado em bases modernas: a sustentabilidade harmonizada com a competitividade, a energia limpa, a economia do conhecimento e a inteligência tecnológica, que já se apresenta como uma de nossas vocações. E também com o aumento do crédito, da capacitação e, por consequência, das oportunidades. Porque o investimento que mais importa é o que pode transformar a vida da nossa gente. Por isso, tão importante quanto atrair investimentos é apoiar as empresas locais.

O grande conjunto de ações do Plano Retomada converge para uma meta clara estabelecida pelo Governo de Pernambuco. A de reunir todo mundo e unir o estado nesse movimento de superação e esperança. Vamos aproveitar a força desse momento e seguir em frente. A retomada já começou. Com diálogo, estratégia e ação.

*Geraldo Julio é secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco*

COMMENTS