Policiais podem ser impedidos de participar de atos públicos, denuncia Joel da Harpa

Saiba mais informações clicando no link

Joel da Harpa integra comitiva de Bolsonaro em Pernambuco
Joel da Harpa preocupado com decisão do STF sobre homofobia
PP fecha questão e não terá nenhum vereador de mandato na eleição de Jaboatão


Denúncias encaminhadas ao deputado Joel da Harpa, garantem que, tal qual em São Paulo, a Corregedoria de Pernambuco montou uma operação para impedir a presença de PMs ou BMs na motociata de Bolsonaro no estado. De acordo com o parlamentar, a direção do órgão determinou que todo efetivo seja empregado na ação que contará com os profissionais que deveriam estar de folga e com os da área administrativa para reforçar o patrulhamento disciplinar.

“Recebemos a informação e estamos chocados com tal possibilidade. Caso seja confirmado, será o maior retrocesso visto na história democrática desse estado”, questiona Joel. Seja de qualquer viés ideológico de Direita ou Esquerda, ou qual seja a visão partidária do policial, ele não pode ter cerceado primeiro direito de ir e vir, segundo sua liberdade de expressão, direito básico previsto na Constituição Federal “, afirma.

O parlamentar acredita que as instituições devem ser preservadas, mas o direito individual de cada policial deve ser respeitado. “Independente de ser um policial é um cidadão e tem posicionamento político. Proibir o profissional de, no seu momento de folga, participar de atos democráticos, ultrapassa os limites do regulamento e representa censura clara e pode provocar uma grande instabilidade política. É o fim da democracia”, conclui.

COMMENTS