Posicionamento de Marília Arraes contra o SUS é alvo de críticas

Saiba mais informações clicando no link

“Respeite o educador, o estudante, o povo brasileiro, o Brasil”, diz Danilo Cabral ao ministro da Educação
Prefeito Marquinhos Moura visita deputado Jorge Côrte Real, seu parceiro político
Fernando Rodolfo promete focar no mandato, mas não descarta 2020


A deputada federal Marília Arraes (PT) voltou a se envolver em mais uma polêmica ao contrariar a orientação do seu partido na Câmara Federal. A parlamentar, que já havia criado um estremecimento com a sigla ao manter a sua candidatura a uma vaga na Mesa Diretora da Câmara, agora acabou por se abster na votação de um Projeto de Lei que que garantiu privilégios à empresas privadas na compra de vacinas contra o Covid-19. A Discussão acabou por flexibilizar para as empresas a compra dos imunizastes sem a necessidade de transferi-los ao Sistema Único de Saúde (SUS), e sem precisar esperar a vacinação dos grupos mais vulneráveis.

A atitude de Marília Arraes foi alvo de críticas no seu perfil no Instagram. O volume de queixas foi tão grande que acabou levando à parlamentar a restringir os comentários por um período.

O presidente do PT Recife, Cirilo Mota, emitiu uma dura nota contra Marília manifestando indignação em relação ao seu posicionamento na Câmara Federal na apreciação do PL 948/21. “Tal ato, que vai contra toda a nossa bancada, é favorável à bancada Bolsonarista”, disparou Cirilo.

“No momento que ultrapassamos mais de 4 mil mortes nas últimas 24 horas, causada por um governo genocida e vivemos a maior crise sanitária da história deste país, Bolsonaro é responsável pelo desmonte do SUS e defender a PL vai contra a maioria da população brasileira e todos os princípios defendido historicamente pelo Partido dos Trabalhadores em defesa do SUS”, finalizou presidente do PT no Recife.

A parlamentar, que diante da repercussão negativa chegou a emitir uma nota, segue sendo algo de críticas em seu perfil no Instagram.

COMMENTS