Prefeito João Campos apresenta programação do 57º Baile Municipal do Recife

No próximo dia 11 de fevereiro, uma das mais antigas prévias da cidade confirma seu fôlego e importância reunindo gigantes da cultura pernambucana, como Geraldo Azevedo e Claudionor Germano, e grandes nomes nacionais, a exemplo de Daniela Mercury e Marina Sena

Prefeito João Campos Carnaval Baile Municipal do Recife Prefeitura do Recife
A Prefeitura da Cidade do Recife anunci
ou a volta da mais tradicional prévia da capital pernambucana. Em grande estilo, a 57ª edição do Baile Municipal do Recife promete fazer a pista do Classic Hall ferver no dia 11 de fevereiro (sábado), reunindo representantes emblemáticos do Carnaval recifense e nomes de destaque no cenário nacional, como Daniela Mercury, Marina Sena e Geraldo Azevedo. O valor dos ingressos é o mesmo da última edição da festa: R$ 50 (pista) e R$ 600 (mesa para quatro pessoas), confirmando o Baile Municipal como a programação mais acessível e democrática entre as prévias na cidade. Os ingressos já estão à venda, no próprio Classic Hall, pelo site https://www.bilheteriadigital.com e nos pontos físicos do serviço, nas lojas Esposende dos shoppings Recife, RioMar e Tacaruna.

Prefeito João Campos Carnaval Baile Municipal do Recife Prefeitura do Recife

Durante o anúncio, o prefeito do Recife, João Campos, ressaltou a importância do baile para o ciclo carnavalesco e a empolgação do recifense com a grande festa da cidade. “É um dia de muita alegria e emoção. Quando chegamos aqui, começou a tocar uma orquestra de frevo e o primeiro sentimento foi de emoção, deu um arrepio, ao ver que o carnaval está voltando. Anunciamos hoje o nosso Baile Municipal, edição de número 57. E chega esse ano, após a interrupção da pandemia, com muita alegria, frevo, dança e muita cultura recifense. No dia 11, será a celebração do Municipal, a partir das 21h, no Classic Hall, contando com 17 atrações que vão ver o sol raiar no Recife, cantando frevo, dançando e fazendo o nosso melhor carnaval”, disse o gestor, celebrando a volta do baile tradicional.

O secretário de Cultura do Recife, Ricardo Mello, lembrou da grande espera coletiva por esse carnaval e pelo baile. “A gente vem pensando no Carnaval há muito tempo. No primeiro ano da gestão, tivemos a expectativa, mas não foi possível realizar. Então preparamos um auxílio para a cadeia produtiva. No segundo ano, também não foi possível em função do quadro sanitário e, agora, chegou a hora. A gente vem se preparando diariamente para fazer um carnaval histórico, porque é isso que a população e a classe artística merecem. Temos certeza que o Baile Municipal vai ser essa grande abertura e um momento emocionante para o Recife, o carnaval é uma marca da identidade do Recife”, destacou.

Já o novo presidente da Fundação de Cultura Cidade do Recife, Marcelo Canuto, ressaltou a diversidade do Baile Municipal. “Esse baile vai representar a retomada do Carnaval do Recife, e ele é diverso e democrático, assim como o nosso Carnaval. Vamos ter artistas nacionais e também uma grande representação da música pernambucana e brasileira”, disse ele. Além de alegria, o Baile vai se confirmar como sinônimo de solidariedade, destinando a arrecadação para beneficiar instituições com reconhecidos trabalhos comunitários dedicados ao Recife a aos recifenses, que estão sendo definidas sob coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos, e serão anunciadas em breve.

Para quem estava com saudade da folia, a noite promete um reencontro emocionado do Recife com suas festas, atrações e tradições de Momo. A recepção dos foliões será feita por orquestras de frevo, passistas e ao som também do baque virado do maracatu. Dentro do salão, a noite será aberta pelos indefectíveis metais da Orquestra Popular do Recife, capitaneada pelo maestro Ademir Araújo (Formiga), que irá receber Nonô e Claudionor Germano, baluarte maior do frevo pernambucano, que, aos 90 anos, crava a marca de ter participado de todas as edições da prévia recifense, desde o primeiríssimo dos Bailes.

O Baile abrirá alas ainda para a renovação do frevo, com toques bem humorados, no embalo da Orquestra Malassombro, que trará ao palco as cantoras Larissa Lisboa, Isadora Melo e Isaar. Com um pé na tradição, mas de olho na contemporaneidade, a Malassombro apresentará à plateia os frutos do seu primeiro CD, lançado no ano passado e que repagina o frevo de bloco em Marcha-Rancho com maestria e sem perder o humor. “Estou muito feliz, muito honrada e com a expectativa lá em cima. Tivemos uma espera de dois anos pelo carnaval, por essa festa bonita. Estar presente no baile é uma grande honra. Vou lançar um frevo em breve, inclusive, isso corre nas minhas veias. E espero que todos curtam o show”, comentou Larissa Lisboa durante o anúncio do baile.

Maestro Spok e sua orquestra também subirão ao palco do Municipal, recepcionando uma verdadeira constelação de artistas, que farão shows e participações em sequência. Além de importantes representantes do frevo e do cancioneiro festivo pernambucano, como Almir Rouche, André Rio, Marron Brasileiro, Nena Queiroga, Bia Villa-Chan e Gerlane Lops, o Classic Hall vai ferver ao som da potência das performances de Daniela Mercury, Marina Sena e Geraldo Azevedo, fervoroso defensor das sonoridades e tradições musicais nordestinas que, com seu timbre inconfundível, confirmou-se voz a falar por um povo inteiro, dedilhando forró e xote, baião e maracatu, além de muito frevo em sua inseparável viola.

O maestro Spok traduziu o forte sentimento de participar dessa volta do Baile Municipal, festa na qual ele se apresenta há tantos anos. “O Baile Municipal é a abertura para o amor que está voltando. Em um ano, ele se apresenta forte e importante, imaginem depois de uma espera de dois anos. A expectativa é enorme, vamos ver a força sagrada das manifestações que fazem o carnaval. É o baile mais elegante e lindo que existe, há décadas já faço o Baile Municipal. Vou rever amigos, artistas e conhecer novos artistas também”, contou ele.

A cantora Nena Queiroga também manifestou a emoção que já surge antes mesmo do Baile Municipal acontecer. “Está todo mundo emocionado, ansioso, com o coração pulando. O corpo todo estremece como diz a música. Estou muito feliz com a mistura na grade. Vamos ter Claudionor Germano no palco, lindo e simbólico, além da Orquestra Malassombro, o baile juntando gerações”, destacou ela.

Uma das mais relevantes vozes da música brasileira, Daniela fará tremer os salões do Baile, trazendo ao público uma entrega de quase uma hora de show com seus emblemáticos sucessos.

De Minas Gerais, Marina Sena também subirá ao palco da festa. A intérprete e cantora de hits como ‘Por supuesto’ e ‘Voltei pra mim’ promete uma estreia no Baile Municipal em grande e elegante estilo.

57º Baile Municipal do Recife – Programação

Receptivo:

Cultura popular e manifestações do ciclo momesco

Shows:

Orquestra Popular do Recife – Maestro Ademir Araújo (Formiga) recebe Claudionor Germano e Nonô

Orquestra Malassombro – Larissa Lisboa, Isadora Melo e Isaar

Spok Frevo Orquestra

Geraldo Azevedo

Marina Sena

Daniela Mercury

Almir Rouche

Gerlane Lops

Bia Villa-Chan

André Rio

Marron Brasileiro

Nena Queiroga

COMMENTS