Prefeito João Campos vistoria obras de esgotamento sanitário no Cordeiro

Intervenções em andamento vão beneficiar cerca de 80 mil moradores, 5% da população do Recife, com redes coletoras, ramais de calçada, uma Estação de Tratamento de Esgotos e seis estações elevatórias.

Presidente da Alepe e João Campos prestigiam bloco no Recife junto com vereador Eriberto Rafael
Ferraz defende que Parque de Exposições do Cordeiro seja transformado em “um espaço de saúde e lazer, como a Jaqueira”
Marília e Jairo Britto visitam Habitacional do Cordeiro e reforçam a necessidade de investimento em moradia popular

Fotos: Daniel Tavares/PCR

O prefeito João Campos voltou da COP-26 e continua priorizando as agendas ligadas à preservação ambiental e à saúde. Na manhã desta quarta-feira (10), o gestor municipal vistoriou as obras de implementação do Sistema de Esgotamento Sanitário do Cordeiro (SES Cordeiro), que estão em execução na Zona Oeste da cidade. As intervenções em andamento beneficiarão 76 mil moradores da região (cerca de 5% da população do Recife) com redes coletoras de esgoto, ramais de calçada, uma Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) e seis estações elevatórias. O investimento é da ordem de R$ 115 milhões, oriundos de financiamento do FGTS com contrapartida do Município.

“A gente está nesse momento vistoriando uma obra de uma Estação de Tratamento de Esgoto que faz parte do sistema de esgoto do Cordeiro.  É uma obra implementada pela Prefeitura do Recife,  com o valor de R$ 115 milhões, já tem 40% pronta e a gente está executando os 60% que ainda faltam. O que ela representa para a nossa cidade? Ela tem uma capacidade de tratamento máxima de 410 litros/segundo de esgoto, então todo esse sistema pronto vai aumentar em 5% a cobertura de esgoto da nossa cidade. A gente tem outras obras acontecendo em outras regiões, tem obras que também são executadas pela pela BRK, pela Compesa e pela Prefeitura do Recife. Então a gente tem uma agenda muito intensa para aumentar a cobertura de esgoto na cidade, para que a gente possa, avançando com o saneamento, melhorar a qualidade de vida, melhorar os padrões limitados de saúde da cidade do Recife”, explicou o prefeito do Recife.

“A gente tem um compromisso muito forte com essa agenda. A gente estava há poucos dias na COP, na Conferência Mundial do Clima, apresentando propostas, projetos, captando recursos de entidades internacionais para a gente intensificar a agenda de preparação do Recife para as eventuais mudanças climáticas. E a agenda de saneamento é necessária, urgente e fundamental. Nós temos esse compromisso e estamos tocando junto a nossa secretaria de Saneamento, com a secretária Érika e toda a equipe, com muita intensidade, para a gente garantir que o Recife esteja fazendo a sua parte para a cada dia a gente ter uma cidade mais inclusiva e que respeite o meio ambiente’, comentou ele ainda.

Fotos: Daniel Tavares/PCR

O projeto aumenta a área saneada do Recife dos atuais 44% para 49%, possibilitando a coleta, tratamento e destinação final dos esgotos sanitários domésticos nos bairros do Cordeiro, Iputinga, Torrões, Prado e Engenho do Meio. Os trabalhos chegaram a 40,92% de conclusão e beneficiarão mais de 300 ruas.

A vistoria inclui as obras de construção da ETE Cordeiro, na avenida Maurício de Nassau (Paralela da Caxangá). Com área de 38.109,85m², o equipamento terá, nesta fase, a capacidade de tratar 358 litros de esgoto por segundo. No momento, estão sendo executadas as estruturas dos 4 reatores, das quais uma será concluída nesta quarta, com a concretagem da laje.

Na sequência, será realizada a adequação da caixa de areia para gradeamento, finalização dos filtros, decantadores, estações elevatórias de lodo e início das estruturas dos tanques de contato e de hipoclorito, bem como do removedor de areia. Com a conclusão das estruturas, serão realizadas as interligações, montagens e instalações de peças e equipamentos.

O gestor acompanhou também os serviços em andamento na Rua Cláudio Brotherhood, no Cordeiro, que incluem a implantação de 141 metros de coletores (tubulação na rua), 179 metros de ramais de esgoto (colocados sob as calçadas), 38 caixas de inspeção e 4 poços de visita. “A gente está aqui na rua Cláudio Brotherhood, no Cordeiro, e a gente está visitando uma das mais de 300 ruas que estão sendo beneficiadas com a rede coletora de esgoto. Algumas dessas ruas já tinham uma rede de drenagem, e tinha muita ligação irregular, que é quando se coloca o esgoto da casa na rede de drenagem de água. Todas essas ruas aqui vão colocar o esgoto para ser tratado na Estação de Tratamento, aqui do Cordeiro, que está em obra. Com isso, toda essa região da cidade, são cerca de 80 mil pessoas que moram aqui, vão ter o esgoto 100% tratado e destinado num local adequado”, esclareceu João Campos no local.

COMMENTS