Prefeitura de Paulista, por meio da Defesa Civil, pretende realizar mapeamento tecnológico com robô canadense para evitar enchentes no inverno

Saiba mais informações clicando no link

Blogueiro apresenta belezas do Litoral Norte a jornalistas e influenciadores digitais
Yves Ribeiro pede mais rigor na repressão ao crime eleitoral na eleição deste domingo
Padilha caminha em Maranguape I e recebe o apoio da população no local

Numa parceria sem custos aos cofres públicos do município, a Prefeitura de Paulista terá o apoio de empresas de tecnologia de robôs, pioneiras no mapeamento tecnológico de tubulações, tuberias e galerias pluviais.

A Prefeitura da Cidade do Paulista, por meio da Secretaria de Segurança Cidadã, Mobilidade e Defesa Civil, vem estudando um método inovador para identificar possíveis causas de enchentes. O lançamento será nesta quinta-feira (29), às 14h, no Giradouro de Maranguape I, local onde é marcado por alagamentos e que agora passará por uma transformação inovadora.

A tecnologia canadense, feita por uma empresa pioneira na fabricação de robôs para inspeções subaquáticas e subterrâneas, é ideal para tubulações, tuberias e galerias pluviais. O robô é fabricado pela Deep Trekker, líder mundial neste tipo de tecnologia, que atende à CIA (agência de inteligência norte-americana) e, junto à São Marcos Soluções, está trazendo para o Brasil essa novidade. A Prefeitura de Paulista terá o apoio dessas empresas para realizar um mapeamento tecnológico na cidade. A Parceria não terá custos para os cofres púbicos de Paulista.

Com uso de robô que faz o mapeamento até 50 metros de profundidade, é possível identificar pontos de estreitamento que represam a água em dias de fortes chuvas. A Secretária Executiva de Defesa Civil, Jordana Costa, vem acompanhado o sucesso da aplicação da tecnologia no município de Rio Claro, em São Paulo.

“Esta inovação só vem para somar ao nosso município, pois nós estamos sempre atentos a tudo que pode melhorar nossa cidade”, disse Jordana Costa. O objetivo é trazer para Paulista este avanço e realizar um grande mapeamento tecnológico no percurso das tubulações, tuberias e galerias pluviais.

COMMENTS