Prefeitura do Cabo oferece laqueadura e DIU gratuitamente na rede pública

Prefeitura do Cabo oferece laqueadura e DIU gratuitamente na rede pública

Planejar filhos ou decidir interromper o ciclo reprodutivo é direito da mulher, como determina a Lei de Planejamento Familiar n° 9.263, de 1996. P

Cabo é Primeiro lugar em Redução de Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI)
Secretário de Lula Cabral dispara duras críticas a Elias Gomes
Veja os novos endereços para teste de Covid-19 no Cabo

Planejar filhos ou decidir interromper o ciclo reprodutivo é direito da mulher, como determina a Lei de Planejamento Familiar n° 9.263, de 1996. Para auxiliar nesta decisão, a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho disponibiliza, gratuitamente, o implante do Dispositivo Intrauterino ( DIU) e laqueadura tubária. Os procedimentos são realizados no Centros de Referência da Mulher I, localizado no posto médico Manoel Gomes e no Centro de Referência da Mulher II, em Ponte dos Carvalhos.

Segundo a coordenadora de Saúde da Mulher, Giselle Paiva, o município presta assistência à contracepção com informações, aconselhamentos, acompanhamento clínico e outros métodos anticoncepcionais que não coloquem em risco à vida e saúde das mulheres. “Entre as opções oferecidas pela Secretaria Municipal de Saúde há os métodos temporários e definitivos, que oferecem às condições necessárias para que estas pessoas decidam e planejem, evitando, muitas vezes, uma gravidez não planejada”, disse.

O DIU de cobre é o método temporário que quando interrompido o seu uso, a mulher recupera a fertilidade, e deve ser inserido pelo ginecologista no próprio consultório médico. O procedimento não-hormonal é muito eficaz e tem efeito que pode durar até 10 anos. O DIU pode ser inserido durante o pós-parto, desde que a mulher tenha manifestado desejo ainda no pré-natal. Já a laqueadura tubária é um método contraceptivo permanente no qual as trompas são cortadas através de cirurgia, impedindo a mulher de engravidar.

Durante o serviço de triagem, palestras educativas orientam as mulheres sobre qual escolha se adapta ao seu estilo de vida. Em ambos procedimentos é necessário atender a pré-requisitos. Para o implante do DIU as pacientes precisam já ter filhos, independente da idade, podendo assim, ser utilizado por adolescentes. Já a laqueadura tubária pode ser feita em mulheres com mais de 25 anos e com dois ou mais filhos. Para as usuárias que não se enquadram nos requisitos, a Prefeitura do Cabo disponibiliza em todas as Unidades de Saúde da Família, preservativos femininos, masculinos e pílulas anticoncepcionais.

Para realizar os procedimentos, a usuária deve apresentar documento original e cópias do registro de nascimento dos filhos e documentos pessoais ( RG, cartão do SUS e comprovante de residência), além de passar por exames ( sangue, ultrassom e preventivo  do câncer de cólo de útero).  Os atendimentos acontecem nas sexta-feiras a partir das 9h, no Centro de Referência da Mulher I, localizado no Posto Médico Manoel Gomes, e  nas terça-feiras a partir das 13h, em Ponte dos Carvalhos, no Centro de Referência da mulher II.

COMMENTS