Prefeitura do Recife lança programa para zerar consumo de plástico descartável

Prefeito João Campos assinou o decreto instituindo o Programa Eco Recife na abertura da Semana de Meio Ambiente. Primeira etapa será eliminar o material no edifício-sede da Prefeitura do Recife

Recife alcança nota máxima e lidera ranking de transparência da CGU
João Campos anuncia renúncia como deputado com sentimento de dever cumprido
Wolney e Zé Queiroz assumem posição relevante para as eleições de 2022


Construir um mundo mais sustentável, começando de casa. É com esse sentimento que a Prefeitura do Recife lançou nesta terça-feira (1º) o programa Eco Recife, que pretende zerar o consumo de material plástico descartável no serviço público municipal, além de estabelecer ações de eficiência energética e redução de consumo de água, estabelecendo uma política de baixo carbono a partir do exemplo do poder público. O decreto que institui a iniciativa foi assinado durante a manhã pelo prefeito João Campos, em cerimônia no Compaz Eduardo Campos, no Alto Santa Terezinha. Até sábado (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, a gestão realiza uma série de ações comemorativas.

“A gente está aqui no Compaz Eduardo Campos dando início à Semana do Meio Ambiente. A gente assinou decreto instituindo o Eco Recife, um grande programa nosso, que vai abrigar várias ações na área da defesa e da mobilização de toda a cidade para cuidar do meio ambiente”, disse João Campos. O prefeito destacou que, com a assinatura, as medidas já começam a valer. “Nesse decreto a gente também colocou a primeira ação: a Prefeitura do Recife a partir de agora não vai mais comprar mais nenhum material descartável para o seu prédio sede, e esse é só o primeiro passo. A partir daí a gente vai levar pras demais repartições da prefeitura e estimular que a nossa cidade faça a redução do uso de material plástico descartável.”


No decreto está estabelecida a proibição de compra de material plástico descartável já de imediato para o edifício-sede da Prefeitura do Recife, onde circulam cerca de cinco mil pessoas por dia, na média registrada antes da pandemia. Além disso, o programa estabelece que devem ser estudadas e tomadas as medidas  para estender a medida para as demais unidades do serviço público municipal e também sejam feitas articulações com outros entes da esfera pública e iniciativa privada para que adotem a medida.

Além de zerar o consumo de plástico, o Eco Recife estabelece também que serão tomadas medidas para de eficiência energética nas unidades do serviço público municipal, sendo o primeiro grande piloto, a usina fotovoltaica instalada no Hospital da Mulher do Recife com 725 placas, numa parceria da Prefeitura com a Celpe e o ICLEI.

O Eco Recife também tem o objetivo de reduzir sensivelmente o consumo de água no serviço público municipal. Uma das medidas será a instalação de válvulas que controlam a pressão de saída de água, o que pode reduzir em até 30% o consumo, gerando economia aos cofres públicos e colaborando com o meio ambiente. Além disso, será elaborado todos os anos um inventário de emissão dos gases do edifício-sede da Prefeitura do Recife, estabelecendo quais ações deverão ser tomadas para mitigar as emissões. A coordenação do programa será da vice-prefeita Isabella de Roldão, em conjunto com a Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SMAS).

“Essa iniciativa da gente reforçar esse comportamento dentro do edifício sede é um exemplo que fica para a cidade como um todo, do cuidado com as nossas escolhas e com o reflexo que elas têm para o planeta”, argumentou a vice-prefeita Isabella de Roldão.

Além do lançamento do novo programa de sustentabilidade do município, a programação da Semana do Meio Ambiente contempla  plantios de mudas, palestras, limpeza de canais, entre outras ações. “Vamos fazer uma sequência de atividades, que começou hoje no Compaz e será estendido a outras duas unidades. Também teremos o lançamento de jogos digitais, webnário, palestras, distribuição de alimentos e de mudas ornamentais e medicinais nos postos de vacinação”, explicou Carlos Ribeiro, secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife.

SEMANA DO MEIO AMBIENTE –  Com o slogan “Construindo um Recife Mais Sustentável”, o evento visa conscientizar a população sobre a importância da preservação ambiental, com foco em áreas relevantes, como mudanças climáticas,  arborização, educação ambiental  e sustentabilidade.  A programação gratuita contará com eventos híbridos – webinários, palestras e vídeos -, e presenciais, destacando-se plantio de novas árvores nos três Compaz e nos bairros Campina do Barreto e Joana Bezerra; a doação de mudas de plantas ornamentais e medicinais em dois pontos de vacinação da cidade; e a implantação de uma ecobarreira no Canal do Arruda, com o objetivo de reter resíduos sólidos flutuantes e reduzir a dispersão ao longo do canal.

Uma ação de arborização urbana abrirá a Semana do Meio Ambiente,  e o Compaz Eduardo Campos foi o local escolhido para receber 20 mudas das espécies Pau-brasil, Ipê-amarelo, Craibeira e Catingueira, sendo as três primeiras integrantes do bioma Mata Atlântica. Outra ação de destaque no primeiro dia das comemorações ao Meio Ambiente será a implantação de uma ecobarreira, protótipo sustentável feito com material flutuante e ganchos conectados por um cabo, capaz de reter a quantidade de resíduos sólidos e reduzir a dispersão dos mesmos ao longo do canal. A iniciativa é fruto da parceria com a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife – Emlurb, que já instalou sistema similar no Canal de Setúbal e em uma canaleta em Nova Descoberta. Ainda na terça-feira, as atividades seguem de forma online com vídeos sobre os jogos ambientais desenvolvidos pela SMAS, que serão exibidos nas redes sociais;  apresentação do Portal Caju – plataforma de arborização da Cidade do Recife e Seminário sobre a reinvenção do Recife como Cidade-parque aos 500 anos.

Na quarta-feira (2), será a vez de o Compaz Miguel Arraes de Alencar ser contemplado com o plantio de 35 mudas das espécies Pau-brasil, Sibipiruna, Angico-liso, Ipê-rosa, Craibeira e Pau-ferro. Já os Planos de Manejo ganharão  destaque na programação virtual, com o Seminário: “O Verde que o Recife não Conhece”, cujo enfoque será  o papel da gestão socioambiental das Unidades de Conservação. As atividades seguem com o Webinário LAMA, que tratará da plataforma do licenciamento ambiental do Recife, e com a palestra sobre a Perspectiva do terceiro setor como um aliado no desenvolvimento de projetos sustentáveis e de longo prazo – o caso da ARIES.

No dia seguinte (3), será realizado mais um plantio, desta vez, no Compaz  Escritor Ariano Suassuna: 28 mudas de Pau-brasil, Craibeira, Gitó, Catingueira, Sabonete e Angico de caroço. Ainda na quinta-feira, acontecem o Webinário Capivara, que trará  informações integradas e ecológicas do Recife, e a apresentação do Plano Local de Ação Climática do Recife (PLAC).

A arborização continua na sexta-feira (4), nos bairros Peixinho e Joana Bezerra, onde serão plantadas 30 mudas: Pau-brasil, Ipê-amarelo, Craibeira e Catingueira. A iniciativa envolve articulação direta com a comunidade, com interações e bate-papo, que reforçarão a importância das árvores e o papel do cidadão no cuidado e manutenção das mesmas. A responsabilidade social marcará presença no  penúltimo dia da Semana do Meio Ambiente, tendo em vista que serão entregues  cestas básicas a uma instituição de caridade. A arrecadação foi realizada entre os colaboradores da Secretaria, com intuito de ajudar famílias carentes recifenses.

Por fim, no sábado (5), Dia Mundial do Meio Ambiente, uma ação vai recepcionar de forma diferente quem for tomar a vacina contra a covid-19. Em dois pontos de vacinação, 200 mudas de plantas ornamentais e medicinais serão entregues à população para tornar o momento mais especial.

Como participar?

As programações virtuais são abertas ao público, que poderá se inscrever gratuitamente pelo site da SMAS ( http://meioambiente.recife.pe.gov.br/) além disso, será possível acompanhar a exibição dos vídeos educativos pelo instagram @jardimbotanicorecife e @recifesustentavel, e também pelas páginas do Facebook: https://www.facebook.com/jardimbotanicodorecife e https://www.facebook.com/desenvolvimentorecife

Sobre a Semana do Meio Ambiente

A Semana Nacional do Meio Ambiente é comemorada na primeira semana do mês de junho, quando –  no dia 5 – celebra-se o Dia Mundial do Meio Ambiente. Trata-se de uma iniciativa voltada à conscientização, que foi criada, no Brasil, pelo Decreto nº 86.028, de 27 de maio de 1981. O objetivo é complementar a celebração ao Dia do Meio Ambiente, instituído pela ONU e incluir a sociedade na discussão de pautas que tratam da preservação do patrimônio natural do Brasil. O tema proposto pela ONU este ano é “Restauração de Ecossistemas”. O Paquistão será o anfitrião global da data. A restauração do ecossistema pode assumir várias formas: plantação de árvores, tornar cidades verdes, restauração de jardins, mudança na alimentação ou limpeza de rios e costas. Essa é a geração que pode fazer as pazes com a natureza.

Programação completa da Semana do Meio Ambiente do Recife 

Terça-feira (01)

09h – Plantio Compaz Eduardo Campos

11h – Limpeza do Canal do Arruda e instalação da Ecobarreira

14h – Webinário CAJU: a plataforma de arborização da Cidade do Recife/ Marcos Francisco, Gerente de Geoprocessamento;  Diego Marcelino, Chefe de Setor de Inteligência Geográfica; Gabriela Ayane, Chefe de Setor de Geoprocessamento e Bases Cartográficas.

15h – Palestra: A reinvenção do Recife como cidade-parque aos 500 anos/ Francisco da Cunha, escritor, arquiteto e presidente da ARIES

Quarta-feira (02)

09h – Plantio Compaz Miguel Arraes de Alencar

11h – Apresentação – Unidades de Conservação da Natureza: O verde que o Recife não conhece / Marcos Francisco de Araujo Silva, Gerente de Geoprocessamento e Mudanças Climáticas e Fabiane Santos, Coordenadora Técnica do CEPAN

14h – Webinário LAMA: o licenciamento Municipal Agilizado do Recife/ Marcos Francisco Gerente de Geoprocessamento e Mudanças Climáticas; Diego Marcelino, Chefe de Setor de Inteligência Geográfica; Gabriela Ayane, Chefe de Setor de Geoprocessamento e Bases Cartográficas

15h – Palestra: Perspectiva do terceiro setor como um aliado no desenvolvimento de projetos sustentáveis e de longo prazo – o caso da ARIES. Isadora Freire, arquiteta urbanista, mulher negra,gestora de projetos de desenvolvimento sustentável e planejamento estratégico de longo prazo na ARIES

Quinta-feira (03)

09h – Plantio Compaz Ariano Suassuna

14h – Webinário CAPIVARA: portal de informações integradas e ecológicas da cidade do Recife/  Marcos Francisco Gerente de Geoprocessamento e Mudanças Climáticas; Diego Marcelino, Chefe de Setor de Inteligência Geográfica; Gabriela Ayane, Chefe de Setor de Geoprocessamento e Bases Cartográficas

15h – Apresentação do Plano Local de Ação Climática do Recife/Leta Vieira, Coordenadora de Baixo Carbono e Resiliência do ICLEI Brasil.

Sexta-feira (04)

09h – Plantio nos bairros Campina do Barreto e Joana Bezerra

15h – Entrega das cestas básicas

Sábado (05)

09h – Entrega de 200 mudas ornamentais e medicinais nos postos de vacinação

15h – Vídeo da oficina sobre plantas medicinais – William Wanderley, analista de desenvolvimento ambiental e Biólogo do JBR;  Dannubia Lopes da Silva, bacharel  em Agronomia  e Mateus Delmiro, bacharel em Agronomia

COMMENTS