Prefeitura investe mais de R$ 30 milhões em requalificações de feiras e mercados públicos do Recife

Intervenções serão coordenadas pela CSURB, com recursos da ADEPE e Codevasf. Obras ocorrerão nos mercados e feiras de Nova Descoberta, da Boa Vista, Beberibe, Casa Amarela, Cais de Santa Rita, Roda de Fogo e Afogados

Prefeito João Campos Recife Mercado da Madalena Prefeitura do Recife
Mais que um plano, uma nova relação para promover um resgate afetivo entre a população e as feiras e os mercados públicos do Recife.  Para reforçar a aproximação, a Prefeitura do Recife lançou, nesta sexta-feira (30), um plano de reformas e requalificação em mercados e feiras públicas que beneficiará mais de 1 mil comerciantes locais. No projeto, estão previstas a requalificação do Mercado de Nova Descoberta, a reestruturação do Mercado de Beberibe e recuperação de toda estrutura do Mercado São José, além de obras no Pátio de Feira de Cais de Santa Rita, nas feiras de Nova Descoberta e Feira Nova de Afogados, no pátio de Feira de Casa Amarela e de Roda de Fogo, além de intervenções no Mercado da Boa Vista. Na ocasião, também foi anunciado o projeto de lei que altera o nome da Autarquia de Serviços Urbanos do Recife (CSURB), que passará a se chamar CONVIVA Mercados e Feiras – Autarquia Municipal. O lançamento foi feito pelo prefeito João Campos, no Mercado da Madalena.

Prefeito João Campos Recife Mercado da Madalena Prefeitura do Recife

“A gente está fechando o ano da forma como a gente acredita: com trabalho, com resposta. Não é só chegar aqui e fazer uma conversa bonita. É ter capacidade de construir algo, fruto do trabalho de muita gente, para a gente chegar hoje e anunciar esse compromisso de R$ 30 milhões de investimentos em requalificação e construção de novas estruturas nos mercados. A gente vai ter mercados e feiras recebendo essa requalificação. A gente vai fazer a coberta do pátio da Feira de Casa Amarela; na Madalena a gente já está finalizando toda coberta dos corredores e o mercado passou por uma ampla requalificação. Já o mercado de São José vai ser completamente requalificado e restaurado, nesse que é um patrimônio nacional e traz uma complexidade de preservação e de execução da obra”, declarou o prefeito João Campos, na ocasião.

 

“É um conjunto de valorização dos mercados onde a gente traz melhoria e infraestrutura, tanto para o permissionário, que tem o ganho de qualidade, mas sobretudo para o usuário. Esses são espaços de convivência que agora vão ter sua estrutura também melhoradas”, acrescentou o prefeito João Campos. Para as obras, serão investidos mais de R$ 30 milhões em obras coordenadas pela CSURB, com recursos da Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (ADEPE) e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf). 

 

“Esse anúncio é uma continuidade do trabalho que a Prefeitura do Recife tem desempenhado desde 2021 para melhorar a qualidade dos espaços nos mercados e feiras públicas. Neste ano, conseguimos entregar a reforma do Mercado de Casa Amarela e anunciamos também a requalificação no Mercado de São José. Estamos descentralizando essas intervenções para atender às necessidades de comerciantes de diversas regiões da cidade”, afirmou o diretor-presidente da CSURB, Gabriel Leitão. 

 

Fundado em 1973, o Mercado de Nova Descoberta, localizado na Zona Norte, é conhecido por seus boxes de carnes, cereais, frutas e verduras e passará por uma intervenção com o objetivo de ampliar o espaço para comercialização da agricultura familiar, gerando novas oportunidades de negócios. A requalificação do equipamento, que beneficiará 150 comerciantes, prevê a revisão de toda a coberta, a recuperação do piso interno, troca da iluminação interna, reforma do estacionamento, calçadas e construção de passarela elevada, além de reforma dos banheiros externos, construção de expositores, pintura geral do mercado e revisão dos acabamentos.

 

Também na Zona Norte, o Mercado de Beberibe passará por uma requalificação que vai melhorar a organização do centro comercial, promovendo bem-estar para os 106 permissionários beneficiados. As obras incluem a reestruturação da área interna, através da  recuperação dos revestimentos, das instalações elétricas e hidrossanitárias e também a substituição da coberta; a reestruturação da área externa: estacionamento, boxes, pavimentação e drenagem, iluminação pública; além da construção de pátio coberto com bancas de feira livre para comercialização de produtos da agricultura familiar.

 

Outro mercado que passará por intervenção é o Mercado da Boa Vista, onde será construída uma cobertura de estrutura metálica fixa feita em tramas. Nelas, serão apoiadas as coberturas de toldo “abre e fecha”, intercaladas com algumas chapas de policarbonato acopladas à estrutura. A partir desse modelo, é garantida a ventilação natural e uma boa iluminação nas quadras no período de sol e nos períodos de chuva. A cobertura será adaptada ao ambiente, sem prejudicar as árvores existentes, e tornando o ambiente mais agradável para frequentadores e permissionários do mercado. Em 2021, o centro de compras passou por intervenções da ordem de R$ 900 mil. Foi feita a pintura geral da estrutura, novos sistemas de esgotamento sanitário e de drenagem, recuperação da cobertura e nivelamento dos pisos internos. As luminárias foram substituídas, cabos de telefonia foram embutidos e as paredes do entorno ganharam revestimento. Também foi instalado um bicicletário, novas placas de sinalização dos acessos, boxes e banheiros, além de novo mobiliário.

 

OBRAS NAS FEIRAS PÚBLICAS – O plano também prevê obras para melhorias na estrutura de feiras públicas, incluindo a construção do Pátio da Feira de Casa Amarela, onde serão investidos R$ 7 milhões para construção de coberta, de boxes, bancas de frutas e verduras e fiteiros. O projeto prevê uma área de 3,8 mil metros quadrados e vai incentivar os comerciantes da região e aumentar a visibilidade dos seus produtos, trazendo mais renda para os pequenos produtores. Além de toda a parte coberta da feira, serão construídas 342 bancas de comercialização de frutas e verduras, 21 fiteiros, 16 quiosques de lanches, 4 boxes de coco, 6 boxes de flores, uma área para banheiros feminino, masculino e portadores de necessidades especiais, além de uma área para lavagens das mercadorias.

 

Também será feita a instalação de brises laterais na coberta do pátio da feira do Cais de Santa Rita, para proteger os comerciantes das adversidades causadas por chuvas e sol e melhorar o conforto térmico da área, incentivando a comercialização dos produtos dos 300 permissionários. O reforço estrutural através da instalação de brises nas laterais também será feito na Feira Nova de Afogados e na Feira de Nova Descoberta, com o objetivo de sanar problemas decorrentes da exposição dos produtos ao sol e à chuva de vento. Serão beneficiados 350 e 137 comerciantes nas duas feiras, respectivamente.

 

No pátio da Feira de Roda de Fogo será realizada uma reforma cujo objetivo é reorganizar o espaço interno da feira e sanar problemas estruturais que afetam as mercadorias, beneficiando 60 permissionários. Por isso, será feito um sistema de proteção composto por brises e pestanas para proteger os produtos. Paralelamente, com a necessidade de organizar o espaço interno, será feita a instalação de bicicletários, totens de entrada e revestimento superior dos cochos, facilitando a limpeza e melhorando a higiene e o bem-estar dos feirantes e usuários da feira.

 

CONVIVA MERCADOS E FEIRAS – Durante a solenidade, o prefeito João Campos também assinou o projeto de lei que altera a nomenclatura da CSURB. A autarquia passará a se chamar CONVIVA Mercados e Feiras – Autarquia Municipal. Vinculada à Secretaria de Política Urbana e Licenciamento, a CSURB é responsável pelo ordenamento de diversos mercados e feiras públicas da capital pernambucana. A troca de nome tem por objetivo conferir uma nova identidade para a autarquia e, consequentemente, para os mercados públicos, funcionando como um “convite” para que as pessoas curtam e vivam esses espaços, compartilhando momentos, histórias e vivências.

 

REVITALIZAÇÃO – Outras obras de requalificação em mercados e pátios de feira têm sido entregues pela Prefeitura do Recife desde 2021, no intuito de melhorar a circulação e comercialização nesses espaços. Em setembro, o Mercado de Casa Amarela passou por uma intervenção no valor de R$ 237 mil. O local teve reformados os sanitários, depósito de mercadorias, além da reestruturação da coberta e das fachadas dos boxes internos. Também foi feita a troca de mobiliário dos boxes externos e instalação da faixa de pedestre elevada e dos paraciclos. A gestão também anunciou neste ano a reforma do Mercado de São José, um dos mais antigos e tradicionais da cidade, cujo valor investido é R$ 21,4 milhões. Em julho do ano passado, o Mercado da Boa Vista passou por uma requalificação, com investimento para reforma das áreas externa e interna.

COMMENTS