Projeto de Ricardo Teobaldo, que protege saúde vocal do professor, é aprovado na Comissão de Educação

Saiba mais informações clicando no link

Relator acata emenda de Eduardo da Fonte que beneficia pacientes com câncer
André de Paula recebe lideranças políticas de diversos municípios Pernambucanos na Vice-Presidência da Câmara dos Deputados
Eriberto Medeiros comemora vitória de Arthur Lira para presidência da Câmara Federal


A Comissão de Educação da Câmara dos Deputados aprovou proposta que determina que as escolas assegurem meios para proteger a saúde dos professores, em especial a saúde vocal, inclusive por meio de equipamentos para a difusão da voz quando o espaço ou o número de alunos em sala de aula assim exigirem. A autoria do texto é do deputado federal Ricardo Teobaldo (Podemos).

A proposta acrescenta um inciso à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), na parte que trata das incumbências dos estabelecimentos de ensino. “É frequente, em sala de aula, que professores usem a voz em condições desfavoráveis. E isso é ruim para todos, seja para saúde do professor e para aprendizagem do aluno. Turmas excessivamente grandes são um dos problemas mais frequentes enfrentados em sala de aula”, explicou Teobaldo.

O texto determina que as salas de aulas com quantidade de alunos acima de 25, tenham dispositivo de sonorização que permitam a perfeita difusão da voz do professor no ambiente assegurando a proteção de suas cordas vocais e permitir que os alunos possam ouvir adequadamente as aulas.

COMMENTS