Projeto de Uchoa propõe atendimento humanizado para mulheres vítimas de violência

Saiba mais informações clicando no link

Em iniciativa inédita, Assembleia percorre todo o estado com o “Alepe nos Municípios
Oposição cobra do governador a convocação da Força Nacional para combater a violência no Estado
Clóvis Paiva segue ampliando espaços na ALEPE


Projeto de lei em tramitação na Assembleia Legislativa de Pernambuco(Alepe), de autoria do deputado Guilherme Uchoa Júnior, defende um atendimento humanizado e imediato nos procedimentos apuratórios às mulheres vítimas de violência doméstica e/ou sexual, nas delegacias de Polícia Civil do Estado de Pernambuco.

A proposta visa proteger e resguardar a integridade física e emocional de mulheres vitimizadas pela violência.

Na avaliação do parlamentar, o enfrentamento à violência doméstica é um dos temas mais desafiadores para o desenvolvimento de políticas públicas por vários motivos. “Um deles, é que grande parte dos casos precisam ser denunciados em distritos policiais comuns, onde os agentes e delegados podem, com o auxílio de psicólogos, possibilitar um melhor atendimento às vítimas”, explicou ele. Disse, ainda, que é recorrente mulheres vítimas de violência se sentirem altamente expostas, constrangidas, desestimuladas e até mesmo humilhadas.

Na opinião de Uchoa, a triagem feita por psicólogos é de extrema importância, cabendo ao profissional trabalhar de forma assertiva e ética, com base na problemática levantada pela mulher em situação de violência. “Ela precisa ser capaz de superar o seu estado de estresse e assim prosseguir com a ocorrência da melhor maneira possível”, argumentou.

Antes de ser aprovada no plenário do Legislativo Estadual, a matéria é avaliada nas comissões temáticas da Casa.

COMMENTS