Queijo coalho de cabra de PE é o primeiro produto do Nordeste certificado com selo ARTE

Secretário Claudiano Martins Filho comemorou conquista

Deputados visitam São João da Câmara de Ipojuca de olho em 2020
Medidas para solucionar conflitos fundiários da Mata Sul são pautadas durante reunião nesta quarta
Claudiano Martins consolida ainda mais liderança no Agreste Meridional e Sertão do Moxotó

Pernambuco é o oitavo estado brasileiro a certificar produto genuinamente artesanal com o selo ARTE que garante comercialização em todo o país

A Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária do Estado de Pernambuco (Adagro), autarquia vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA), emitiu o primeiro certificado do selo ARTE da Região Nordeste para o queijo coalho de cabra da Obra Rústica Laticínio e Agropastoril LTDA. nesta quinta-feira (27/05). Apenas sete estados já obtiveram certificação que agrega valor aos produtos, reduz entraves burocráticos e permite a comercialização em todo o território nacional.

Pernambuco saiu na frente porque já havia regulamentado o processo de produção artesanal do queijo e de outros produtos derivados do leite, por meio do projeto de lei nº 16.312, de 11 de janeiro de 2018, de autoria do então deputado estadual e atual Secretário de Desenvolvimento Agrário, Claudiano Martins Filho. “A legislação estadual contribuiu para o enquadramento das queijarias e laticínios à legislação federal. Essa conquista é resultado de um conjunto de ações promovidos pelo Governo do Estado para o fortalecimento da bacia leiteira do nosso estado que é a segunda maior da região com a produção de 2,3 milhões de litros de leite/dia”, detalha o secretário.

Secretário Claudiano Martins Filho

“O selo ARTE pode ser concedido a queijos, embutidos, pescados e mel, mas no momento serão contemplados apenas os derivados lácteos que já possuem instrução normativa publicada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)”, afirma o presidente da Adagro, Paulo Roberto LIma. Ele complementa que, inicialmente, “podem solicitar adesão apenas produtores artesanais que já tenham o S.I.E e produzam queijo coalho, queijo de manteiga, manteiga de garrafa e doce de leite”.

Para apoiar os produtores e fomentar a adesão ao selo ARTE, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário articulou um grupo de trabalho, formado por equipes técnicas da Adagro e IPA, que estão habilitados para orientar os produtores em todas as exigências legais. Como também o SEBRAE em parceria com a AD Dipper e Adagro estão iniciando um trabalho de boas práticas agropecuárias para 100 produtores rurais de estabelecimentos já possuam o S.I.E.

Localizado no município de Pombos, no Agreste Setentrional, o estabelecimento certificado Obra Rústica possui um rebanho de 300 cabras que produzem 180 litros de leite/dia. “Inicialmente serão produzidos, em média, 25 quilos de queijo coalho de cabra por dia, mas vamos triplicar a produção em 3 meses para atender pedidos de Minas Gerais e São Paulo”, afirma Mano Malta um dos sócios do laticínio.

Regulamentação: Em julho/2020 a Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA), publicou a portaria nº 23, delegando à Adagro a competência de conceder o Selo Arte em Pernambuco aos produtos artesanais derivados de leite, conforme o decreto estadual nº 46.432/2018, que dispõe sobre a inspeção sanitária de pequenas agroindústrias de laticínios, nos termos da Lei nº 15.607, de 6 de outubro de 2015.

COMMENTS