Pode ter morte em Quipapá se justiça não intervir

Saiba mais informações clicando no link

Prefeita Dayse Juliana recebe apoio dos prefeitos de Quipapá e Xexéu para eleição do COMSUL
Ex-vereador Pité será o vice de Alvinho Porto na disputa pela Prefeitura de Quipapá
Saiba quem são os 11 milionários que disputam prefeituras na Mata Sul


Em nenhum outro município da Zona da Mata Sul os ânimos políticos estão tão tensos quanto em Quipapá. Não há uma só semana em que não se tenha notícia de um episódio onde integrantes dos grupos políticos rivais protagonizem discussões que caminham para intimidações e ameaças. Um verdadeiro barril de pólvora prestes a explodir.

Por lá, o que deveria ser uma disputa de propostas entre os candidatos a prefeito Alvinho Porto (DEM) e Lucemar (PP) e os candidatos a vereador, descambou para a criação de um clima temperamental alimentado por aqueles que têm na justiça com as próprias mãos a alternativa para resolver problemas que deveriam ser solucionados no campo das ideias.

Nesta terça-feira (03/11), por exemplo, pessoas armadas em um carro sem placa, foram vistas realizando intimidações ao filho do candidato a vice-prefeito Pité, companheiro de chapa de Alvinho Porto. Em conversa exclusiva com o Blog, o deputado Álvaro Porto informou que levou o caso ao secretário da Casa Civil, José Neto. “Já falei com o secretário da Casa Civil e vamos falar também com secretário de Defesa Social e questionar se policiais estariam sendo utilizados para intimidar nossos aliados”, disse o parlamentar citando uma conversa de Rafaella Dias, filha da candidata a prefeita Marluce, em um grupo de Whatshap.

A Justiça Eleitoral e o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Defesa Social, devem intervir urgentemente, caso contrário não demorará muito para que mortes em Quipapá ocupem as páginas policiais.

Escrito por Wellington Ribeiro

COMMENTS