RADAR POLÍTICO (03/01) – Paulo Câmara e a contagem regressiva

Saiba está e outras informações sobre os bastidores da política clicando no link

Antônio Coelho anuncia R$ 1,5 milhão para obras de pavimentação em Santa Maria da Boa Vista
Miguel Coelho anuncia nova escola em tempo integral para Petrolina
Miguel Coelho debate com delegada Patrícia e Alberto Feitosa projetos para resgatar protagonismo de Pernambuco

ESCRITO POR WELLINGTON RIBEIRO

Deu início no dia 1º de janeiro e segue até o dia 31 a contagem regressiva para que o governador Paulo Câmara anuncie quem será o seu escolhido para disputar o Governo do Estado pela Frente Popular, pois foi esse o prazo que ele se comprometeu com jornalistas em um almoço recente no Palácio. Na bolsa de apostas estão José Neto, secretário da Casa Civil; Fernandha Batista, secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos; além dos deputados federais Danilo Cabral e Tadeu Alencar. O anúncio do governador é aguardado com grande expectativa não apenas entre integrantes da Frente Popular, mas também no grupo oposição que espera saber quem será o escolhido para assim traçar as estratégias de campanha.

Entre os nomes que despontam existe uma clara divisão de perfil. De um lado estão dois quadros políticos do PSB : Danilo e Tadeu; e do outro José Neto e Fernandha Batista na condição de quadros técnico. Na primeira existe dentro do ninho socialista um grupo de históricos que estão na torcida pela escolha de um dos dois nomes. Por sua vez, os técnicos contam ao seu favor a simpatia de políticos dos mais diversos partidos que compõem a Frente Popular. É bem verdade que dentro deste conjunto de forças, seja no PSB ou nos partidos aliados, existem atores que podem ajudar na escolha dado o seu peso e importância política/eleitoral, mas não custa nada destacar que o principal condutor deste processo é o governador Paulo Câmara e será dele a palavra final. Ninguém governa governador!

START -Assim que o governador anunciar o seu candidato à sucessão, será deflagrado o processo de escolha dos outros integrantes da chapa majoritária da Frente Popular. Em jogo estão os postos de vice-governador, senador e duas suplências de senador. PT, Progressistas, Republicanos, PDT, PSD e Avante estão de olho nesses espaços.

GANHANDO TERRENO – Apesar de ter sua origem política no Sertão do São Francisco, onde obteve 75% dos mais de 44 mil votos que o elegeu em 2018, o deputado estadual Antônio Coelho (DEM) entrou forte na Zona da Mata Sul onde já conta com o apoio dos prefeitos Júnior de Beto (Palmares), Thiago de Miel (Xexéu) e Fátima Borba (Cortês).

INFLUÊNCIA – O Avante promove no próximo dia 29 de janeiro o seu Encontro Nacional. O estado que sediará o evento é Pernambuco, onde a sigla é comandada pelo deputado federal Sebastião Oliveira. O Avante realizar um calendário desta magnitude em Pernambuco, sobretudo em ano de eleição nacional, só reforça que Sebá anda com o prestígio em alta junto a Luís Tibé, presidente nacional da sigla.

TROCANDO FIGURINHAS – Em entrevista recente o presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, afirmou que o seu partido anda conversando com o PSDB para formar uma Federação. Segundo Freire os partidos estão avaliando os pontos de convergências nos estados. Em Pernambuco não haverá nenhum obstáculo, já que Daniel Coelho, presidente estadual do Cidadania, e Raquel Lyra, presidente estadual do PSDB, falam a mesma língua.

TÁBUA DE SALVAÇÃO – Aqui no estado, aliás, uma Federação entre o Cidadania e PSDB seria um importante passo para ajudar na construção das chapas para federal e estadual. Atualmente existe uma grande desconfiança de lideranças sobre a capacidade dos dois partidos montarem chapas proporcionais competitivas.

Wellington Ribeiro é pós-graduado em Gestão Pública e Legislativa pela UPE – E-mail: [email protected] Whatshap (81) 99521-6544

COMMENTS